Rali das Camélias || João Nina Rosa compete com o patrocínio do Jornal de Mafra [Cascais-Sintra-Mafra]

João Nina Rosa tem 22 verdes anos, é natural de Coimbra, mas vive com a família na região de Lisboa, estuda no Instituto Superior Técnico, claro está, no curso de Engenharia Mecânica. Vai apresentar-se este ano, pela primeira vez numa grande prova automobilística, uma prova com nome feito no automobilismo português, que fez um interregno de alguns anos no calendário das provas portugueses, mas que vai regressar este ano, referimos-nos ao Rali das Camélias. O Rali das Camélias (Cascais – Sintra – Mafra) regressa pois este ano. Este ano será…

Ler mais

Crónica de Alexandre Honrado | Haverá um Brasil horrível à nossa espera?

HAVERÁ UM BRASIL HORRÍVEL À NOSSA ESPERA?   Há efeitos surpresa na sociedade atual que merecem um vagaroso tempo de análise de reflexão. Como é que chegámos aqui, muitos se interrogam, e todavia parece que o caminho foi de todos, com todos, empurrando-se todos pelo pequeno terminal do funil, depois de atrás ficar esquecida a entrada grande que nos trouxe aos apertos. O resultado é miserável: programas de televisão pouco mais que pornográficos, corrupção nos locais mais inesperados, a troca da saudável sensação de praticar ou ver desporto por uma…

Ler mais

Mafra | Vila Velha – Misericórdia utilizará terreno e edifício a construir pela Câmara de Mafra

O Jornal de Mafra  publicou já vários artigos (aqui, aqui, aqui e aqui) referentes ao estado de grande degradação, arrastada ao longo dos anos, de um edifício situado na Vila Velha, paredes meias com a Igreja de S. André – um templo de culto da Igreja Católica Apostólica Romana, propriedade do estado português, classificada como Monumento Nacional, desde 1935 – que albergou durante anos, serviços da Santa Casa da Misericórdia de Mafra. Nos artigos que publicámos, revelámos o lastimoso estado de degradação do edifício, bem como a sua utilização para…

Ler mais

Carrilhões de Mafra | Estado da obra, data de conclusão e imagens inéditas dos trabalhos

Filipe Ferreira, engenheiro civil especializado em conservação e restauro é um homem do norte que está à frente de uma empresa familiar sediada em Braga, uma empresa [AOF] com mais de 50 anos de atividade na área da reabilitação e com cerca de 80 trabalhadores ao seu serviço. A empresa tem neste momento trabalhos a decorrer na vila medieval de Óbidos e em Mafra, vila em que o barroco joanino se fez Palácio e Convento, para referir só trabalhos da AOF a decorrer atualmente na área oeste. A reabilitação dos carrilhões…

Ler mais

Crónicas de Alexandre Honrado – Permitimos a imbecilidade que somos (é simples)

Permitimos a imbecilidade que somos (é simples)   Quando eu era miúdo o mundo era fácil de entender. Na Europa, esse continente que não o é – olhem para o mapa e verão como é uma pequena excrescência, pobre, da Ásia, com muitas manias intelectuais e autocentradas – havia pelo menos três ditaduras de fôlego que viviam dos seus crimes e autoritarismos: a portuguesa, a espanhola e a grega; na continuação desse continente uma superpotência, reedição atualizada do potente regime despótico dos Romanov que ensombrou séculos e escravizou e matou…

Ler mais

Torres Vedras || Entrega de prémios diversidade cultural [reportagem/imagens]

Num momento em que afloram, em várias latitudes, ideias que constituem uma involução civilizacional, ideias que defendem o encerramento de fronteiras, a limitação de contactos e de relações entre povos, num momento em que os Estados Unidos, o Brasil, a Itália, a Áustria e alguns países do leste europeu trilham novamente caminhos que já pariram guerras e genocídios, em Torres Vedras, assistimos ontem a uma cerimónia em que se atribuíram prémios destinados a distinguir ações de integração de imigrantes. Três municípios da Comunidade Intermunicipal do Oeste – Torres Vedras, Óbidos…

Ler mais

Crónica de Alexandre Honrado | Viva Bolsonaro!

VIVA BOLSONARO!   “Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância.” Simone de Beauvoir   A História é uma espécie de jogo infantil e que só faz algum sentido quando todas as peças se encaixam e o boneco acaba por ser funcional, agradável à vista, lúdico e capaz de nos entreter. A História é sempre uma reescrita – e sofre quase sempre de uma demência intensa, a par com um tipo de Alzheimer sufocante, que reduz a memória coletiva à vergonha de…

Ler mais

Época de fogos 2017/18 saiba tudo o que aconteceu (dados oficiais)

Durante a reunião do conselho de ministros que decorreu recentemente na Tapada Nacional de Mafra, foi feito um briefing, a cargo da Autoridade Nacional de Proteção Civil, do ICNF (Institito da Conservação da Natureza e Florestas), do IPMA (Instituto Português do mar e da Atmosfera) e da Estrutura de Missão para a Instalação do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Florestais, destinada a dar conta da forma como decorreu a última época de incêndios, da resposta do sistema e das iniciativas planeadas para melhorar essa resposta. Em termos meteorológicos, 2018…

Ler mais

Ericeira | Festival literário em diálogo com Pessoa e Saramago [Imagens]

Realizou-se ontem na Casa de Cultura da Ericeira, aquela que poderá ser considerada a sessão de enceramento do Festival literário em diálogo com Pessoa e Saramago, uma iniciativa do ICEA – Instituto de Cultura Europeia e Atlântica, uma associação com sede na Ericeira, cuja designação parece pretender defrontar a cultura com uma fronteira geográfico-política. Fernando Pessoa ocupou o primeiro dia deste festival, o segundo dia foi dedicado à inauguração de uma exposição denominada “Nós, os de Orpheu” e a uma iniciativa do patrocinador (Câmara Municipal de Mafra) denominada “Caminhos e Poesia”. Ontem,…

Ler mais

Crónica de Alexandre Honrado | Internet deus dos pequenos crentes

INTERNET: DEUS DOS PEQUENOS CRENTES   Aqui estou, de regresso aos bancos da Escola – se for a ver bem nunca de cá saí -, a assistir a aulas numa língua que me é quase estranha, deixando o pensamento correr nas direções que ele – e não eu – mais desejar. Já quando estudei História era na Filosofia que me refugiava e chegou a vez de (me) pagar uma dívida antiga. Graças às circunstâncias sinto-me agora cada vez mais pequeno, de uma pequenez indetetável – a única capaz de me…

Ler mais