OPINIÃO POLÍTICA | José Martinez (CDU) – Assembleia Municipal de 15 de Abril – Estado de emergência – comemorações do 25 de Abril

Assembleia Municipal de 15 de Abril; Estado de emergência; Comemorações do 25 de Abril Por José Martinez   Assembleia Municipal de 15 de Abril No passado dia 15 tivemos uma Assembleia Municipal extraordinária. Fiquei com a sensação de que foi feito um esforço de democracia formal, tão querida nestes tempos. Sem que constasse da ordem de trabalhos o Senhor Presidente da Câmara deu conta das medidas anunciadas para, dentro das competências municipais, apoiar os munícipes no cumprimento das medidas necessárias a vencer a epidemia COVID-19. Registei o seu desacordo com…

Ler mais

Opinião Política | Leila Alexandre (PS) — Covid, união e liberdade

Esta semana, houve um comentador que escreveu “há demasiada unanimidade no ar. E isso é péssimo”. Relativizando o argumentário do autor, revejo-me totalmente na mensagem central. Em tempos de emergência, os consensos são necessários e exige-se união, mas a democracia não está suspensa. União e obediência não são a mesma coisa, como consenso e submissão não são a mesma coisa, como concordância e censura não são a mesma coisa, como propaganda e verdade não são a mesma coisa. A unanimidade é como as maiorias absolutas, as listas únicas ou aquele…

Ler mais

OPINIÃO POLÍTICA | José Martinez (CDU) – A solução? A solução está na Constituição

No passado dia 2 de Abril a Constituição da República fez 44 anos. Foram já sete as revisões ao documento aprovado pelos constituintes em 1976, revisões que amputaram alguns pontos essenciais do texto aprovado. Apesar dos cortes e enviesamentos inseridos nos processos de revisão constitucional, no essencial o seu conteúdo continua a ser, implícita e explicitamente, para além da Lei fundamental da democracia portuguesa, a consagração dos direitos políticos, económicos, sociais e culturais dos portugueses. Estão expressos na Constituição os direitos, liberdades e garantias fundamentais, mantém, contra a vontade das…

Ler mais

Opinião Política | Alexandre Nascimento (Aliança) – E ao fim de dez meses… nada! (Ainda o Raio-X no Centro de Saúde de Mafra)

Mafra… século XXI… às portas de Lisboa! É mesmo assim… Passaram já 10 meses desde a inauguração do novo Centro de Saúde Mafra Norte (em Mafra) e o equipamento de Raio-X continua sem funcionar. Numa primeira fase porque a ACES (Agrupamento de Centros de Saúde de Oeste Sul) afirmava que existia uma determinada janela não protegida da radiação, que estava, por isso, a atrasar o processo. Mais tarde foi a ARSLVT (Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo) que veio dizer que o processo de licenciamento não…

Ler mais

Opinião Política | Leila Alexandre (PS) – Estamos preparados para decidir sobre a eutanásia?

Nota prévia: A votação, na Assembleia da República, dos Projetos de Lei elaborados por cinco diferentes forças políticas sobre a despenalização da eutanásia foi esta quinta-feira. Escrevo a minha opinião a 18 de fevereiro, dois dias antes, desconhecendo resultados e sem qualquer capacidade de os prever.   Há várias questões que têm sido colocadas nos últimos dias, em que a eutanásia é um tema quente no foro político e na comunicação social. Faço um (grande) parêntesis antes de continuar: ouvimos a eutanásia em discussão na praça pública? Nos nossos locais…

Ler mais

Opinião Política | Alexandre Nascimento (Partido Aliança) – 2 Pesos e 2 Medidas

Nota prévia: abomino toda e qualquer forma de Racismo ou xenofobia… quero que os meus filhos cresçam num país civilizado e tolerante, que integre, que construa pontes e onde todos os cidadãos possam viver em perfeita harmonia, independentemente da sua condição. O Racismo é simplesmente intolerável em todas as suas manifestações e formas… ABJETO! 2 Pesos e 2 Medidas No passado fim de semana, um jogador de futebol (Marega, do FCPorto) foi vergonhosamente vaiado e insultado através de frases e sons de cariz puramente racista. Feio… muito feio! Fiquei perplexo…

Ler mais

Opinião Política | Leila Alexandre (PS) – Liberdade, necessidade e garantia

Se eu não tenho asseguradas as condições necessárias para uma existência digna, serei livre? Ontem, Pedro Nuno Santos deu o pontapé de saída para que hoje eu pudesse escrever. Ao recordar, na iniciativa “Prestar Contas”, as principais diferenças dos ideais e causas socialistas em relação aos demais, devolveu-me o ímpeto de defender alto e bom som que a liberdade só é verdadeira quando está garantida a satisfação das necessidades básicas: bem-estar físico, mental e social, habitação, mobilidade e educação. “Queremos que o nosso povo seja verdadeiramente livre. É aquilo que…

Ler mais

Opinião Política | Alexandre Nascimento (Partido Aliança) – (Ainda) não somos todos iguais!

Em pleno Século XXI, no seio da Comunidade Europeia e num país que se quer evoluído, as pessoas deviam estar sempre primeiro… TODAS as pessoas. A todos nós… a todos aqueles que pagam ou já pagaram impostos neste país… mais novos, mais velhos, grávidas, incapacitados ou deficientes, deveriam ser proporcionadas iguais oportunidades para a visita ou utilização de espaços, edifícios ou serviços, entre os quais aqueles mais diretamente ligados ao turismo e ao nosso património. A semana passada, a Comissão para a Promoção das Acessibilidades apresentou um estudo onde se…

Ler mais

Opinião Política | Mário de Sousa (CDS-PP) – Começar pelo telhado

“As comunidades de leitores têm por objetivo partilhar leituras, através da conversa informal entre um grupo de pessoas, acerca de obras previamente escolhidas. Estas iniciativas destinam-se a todos aqueles que gostam de ler, confrontar experiências, refletir e debater temas, livros e ideias.”[i] Faz por agora 9 anos que terminou a última sessão de uma Comunidade de Leitores, no Concelho de Mafra. Teve lugar na Biblioteca Municipal da Malveira e os seus participantes não o sabiam. Havia anunciada uma próxima, a ter início em breve na Biblioteca Municipal de Mafra. Nunca…

Ler mais

Opinião Política | José Martinez (CDU)

Hoje, 26 de Janeiro, em conjunto com os meus camaradas do concelho, reflectimos sobre a nossa actividade e com base na caracterização que fizemos do concelho de Mafra, caracterização resultante do nosso sentir e suportada pelos “números” constantes da minha crónica anterior, definimos as grandes linhas de orientação da nossa actividade para os próximos dois anos. – Do crescimento demográfico e do número de residentes que trabalham no concelho podemos concluir que tem característica típicas de “dormitório”, a maioria dos trabalhadores residentes no concelho trabalham noutros concelhos; – As empresas…

Ler mais