Crónica de Alice Vieira | Juventude de Espírito

JUVENTUDE DE ESPÍRITO Alice Vieira   Quando refiro a minha idade (que nunca escondo…) e, na melhor das intenções, as pessoas me dizem, com um sorriso de orelha a orelha, “o que interessa é a juventude de espírito”, lembro-me sempre do que respondia a minha prima Maria Lamas, no tempo em que vivi com ela em Paris:” pois é, mas infelizmente a juventude de espírito não me ajuda a descer escadas.” Nestes últimos tempos tenho pensado muito nessa história da juventude de espírito. Porque também tem os seus inconvenientes. Quero…

Ler mais

Crónica de Alice Vieira | Viagem à Madeira

VIAGEM À MADEIRA Alice Vieira   Gabava-me de conhecer bem  a Madeira, de tantas vezes que lá tenho ido—desde que lá caí pela primeira vez nos anos 90, a convite do então Padre Edgar, que tinha fundado o MAC (Movimento Apostolado das Crianças) onde fazia um trabalho extraordinário com os miúdos de rua de Câmara de Lobos, criando, entre outras coisas, escolas abertas para os ensinar a ler e a escrever. Já nem me lembro como ele se lembrou de mim—mas a verdade é que foi ele que me levou…

Ler mais

Crónica de Alice Vieira | Uma história verdadeira

Crónica de Alice Vieira | Uma história verdadeira   UMA HISTÓRIA VERDADEIRA Alice Vieira   Todos os dias somos atacados, através da net, pelos mais variados textos. E então agora, com as famigeradas fake news…é um ver se te avias. Há sempre quem se encarregue de nos mandar histórias ou pequenos filmes com os mais estranhos acontecimentos, ou relatos de reuniões que nunca existiram, ou desastres que nunca aconteceram, ou petições a propósito de tudo e de nada, ou notícias  que nos dizem ser rigorosamente verdadeiras mas que qualquer um, sem…

Ler mais

Crónica de Alice Vieira | Denúncias

DENÚNCIAS Alice Vieira   Pronto, está bem, a culpa é minha. Pois deve ser. A palavra hoje em dia é comum, eu sei. Uma palavra como outra qualquer. Mas, que é querem, custou-me ver numa revista séria que por cá se publica, na página dedicada à correspondência dos leitores, um e-mail para onde se pede que enviemos “as nossas denúncias”. Ora todos sabemos como a nobre arte da denúncia tem sólidas raízes entre nós. No tempo do Senhor D. João III (e nos tempos que depois se seguiram…) muitos foram…

Ler mais

Crónica de Alice Vieira | Falar hoje de Abril

FALAR HOJE DE ABRIL Alice Vieira   …e aqui estou hoje numa encruzilhada. Que caminho devo tomar? O da tristeza ou o da alegria? O que me levou  a chorar como se me tivesse morrido alguém da família –ou o que me levou a cantar a plenos pulmões? Ou seja: lembrar Notre Dame em chamas (que aconteceu há quatro dias) ou lembrar a liberdade que ganhámos há 45 anos (e que festejamos daqui a seis dias) ? Vejo-me em Paris nos anos 60, a passar diariamente pela Notre Dame e,…

Ler mais

Crónica de Alice Vieira | Uma Questão de Matemática

UMA QUESTÃO DE MATEMÁTICA Alice Vieira   O Lobo Antunes tem uma crónica (extraordinária, como todas as suas crónicas, embora ele não goste que lhe digam isso…) em que fala do merceeiro que fornecia a casa dos pais e tinha uma maneira muito peculiar de fazer as contas do mês. Sentava-se em frente da dona da casa, escrevia as parcelas, e depois ia contando, “três e dois, cinco, e mais sete, doze, e vai um—mas como é para a senhora vão dois…-e mais dois, quatro…”, etc. A primeira vez que…

Ler mais

Crónica de Alice Vieira | O Cobertor de Papa

O COBERTOR DE PAPA Alice Vieira   De vez em quando somos alertados para qualquer coisa (ou qualquer animal, ou qualquer planta) que, de repente se encontra em vias de extinção. O que sofremos com o lince da Malcata não tem explicação (mas, para dizer a verdade, com o passar dos anos já não sei ao certo o que lhe aconteceu) Depois foi a cabra-montês, depois os burros, e por aí fora. No entanto o que verdadeiramente me preocupa neste momento é a anunciada extinção dos cobertores de papa. Segundo…

Ler mais

Crónica de Alice Vieira | Para que servem os livros

Para que servem os livros ALICE VIEIRA   Há já algum tempo lembro-me de ter aqui falado de livros para deitar fora. Queria eu dizer, livros tão maus, mas tão maus que nem ao meu pior inimigo os daria. Claro que não se trata de livros que temos em duplicado (eu tenho cinco edições dos “Maias”, por exemplo…)  livros que já não temos tempo de reler, livros de que, pessoalmente nem gostamos muito mas de que os outros gostam (eu, por exemplo, detesto ficção científica mas aceito que outros amem…

Ler mais

Crónica de Alice Vieira | Violência Doméstica

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA Alice Vieira   Já há uns tempos que falei aqui de violência doméstica, mas acho que nunca é demais voltar a abordar o assunto—até porque as estatísticas são cada vez mais assustadoras. Há dias ia eu quase a chegar a casa e, na minha frente, seguia um casal já meio entradote. Ela falava, falava, falava, numa voz baixa e monocórdica, mesmo eu, que seguia atrás deles, não conseguia perceber o que ela dizia. De repente ele começa a berrar:: “cala-te! Já não te posso ouvir,  cala-te!” E ela…

Ler mais

Crónica de Alice Vieira | Uma Luta de Santos

Uma Luta de Santos Alice Vieira   Se há coisa que particularmente me tira do sério são os festejos de S. Valentim, no dia 14 de Fevereiro. As lojas atulhadas de coraçõezinhos de todos os tamanhos e feitios, de feltro, cetim, seda, riscado, flanela, eu sei lá que mais, e pelo meio o branco dos ursinhos de peluche cheios de dísticos no mais puro português, “Be My Valentine!”, “Hug Me!”, e canecas com “ I Love You” em toda a volta. Devo dizer que não tenho nada contra o santo,…

Ler mais