Crónica de Jorge C Ferreira | Uma ilha e uma trança

  Uma ilha e uma trança por Jorge C Ferreira   Saber navegar pela vida. Muitas vezes ser ilha. Resto isolado de nós. Procurar-te numa ilha. Conhecer os sinais dos faróis. Amar um faroleiro. Esperar a sua luz. Esperar encontrar a mulher sublime que nos completa. Procurar a vida plena. Esta busca, esta demanda que muita gente empreende. Gente que não sabe que procura o inatingível. O vulcão que entra em erupção. As cinzas e a lava. A terra a crescer, a ilha a aumentar. O mar queimado. Entretanto, uma…

Ler mais

Crónica de Jorge C Ferreira | Amores de verão

  Amores de verão por Jorge C Ferreira   Mais um verão. Mais uma emoção. Um calor que traz recordações. Uma água que aquece e uma luz que não se apaga. Noites de ir para a rua. Amores de verão. Amores canção e lembranças do primeiro beijo. Pela primeira vez o sabor de alguém. Os olhos fechados. A completa ilusão. Sabíamos os caminhos das rochas e o sabor das algas marinhas. Éramos quase só sal e éramos tanto. Amor intenso. Sabores únicos. Sabores que só o verão nos oferece. Os…

Ler mais

Crónica de Jorge C Ferreira | Tudo a arder

  Tudo a arder por Jorge C Ferreira   Sim, há o “… fogo que arde sem de ver… “. Todos sabemos desses calores difíceis de controlar. Dos corpos que parecem perdidos. Do ardor insuportável. Dos rostos ensimesmados. Do caminho para a perdição ou para a salvação. Das noites gritadas. Já vi arder corações, amores que pareciam eternos, almas empedernidas. Não sou pessoa de desatar fogos. Sei que não posso ser o fogo eterno. Mas estou farto de ver arder sonhos. Não gosto de ver sofrer. Não me agradam corações…

Ler mais

Crónica de Jorge C Ferreira | Um Amigo

  Um Amigo por Jorge C Ferreira   Era moreno, não muito alto, um sorriso malandro, sabia dançar. O pai dele imitava Fred Astaire em frente ao espelho grande da casa. Dançava e libertava-se. Chegou a dizer que estava a dançar melhor que o seu ídolo. Uma figura. Este meu Amigo vivia perto de mim. Frequentava o mesmo café. Com ele troquei vida e segredos. Tudo até uma altura em que a vida nos separou. Uma coisa de que não me perdoo até hoje. Há amigos que são para seguir…

Ler mais

Crónica de Jorge C Ferreira | A Poesia e os Poetas

  A Poesia e os Poetas por Jorge C Ferreira   A Poesia é um mistério. Muitas letras escondidas numa arca antiga que se vão juntando. A Poesia tem templos onde o belo se celebra. Templos guardados por deusas, feiticeiras, alquimistas e gente que se diz que levita. As palavras dos poemas vestem sonhos e enigmas. São tintas de todas as cores. Falar com Poetas é falar com algo mais longínquo. É viajar e sonhar através do seu falar. Há quem diga as palavras dos poetas, verso a verso num…

Ler mais

Crónica de Jorge C Ferreira | Aprender

  Aprender por Jorge C Ferreira   Eram manhãs que nasciam súbitas dos ventres das madrugadas. Um tempo que passávamos em claro. Não tínhamos dado que a noite tinha acabado. Só os néons e as luzes psicadélicas viviam nas nossas cabeças. Tão jovens e com tanta vontade de viver depressa. Assim nos enrolávamos com a vida. Os beijos eram intensos. Intensos foram todos aqueles amores perdidos. Vir a casa, tomar banho, mudar de roupa. A farda para o trabalho. A outra vida que ia durar muitas horas. Até que os…

Ler mais

Crónica de Jorge C Ferreira | Viagens

  Viagens por Jorge C Ferreira   Uma esquina sombria e uma neblina ensombrada. A vida a andar ao contrário numa linguagem difícil de decifrar. Os cantos que deixaram de ser acolhedores. Os vértices que passaram a ser lâminas. O mundo a girar do avesso. É então que viver se torna difícil. Deixar de escutar as vozes, mesmo as mais doces, as que nos enchiam de doçuras. Ficar mudo de medo e as mãos presas e sem serem capazes de escrever uma linha. Sabemos que nos lugares mais longínquos do…

Ler mais

Crónica de Jorge C Ferreira | O Mar e o Respeito

  O Mar e o Respeito por Jorge C Ferreira   Cheguei a vossa casa e entrei numa alegria imensa. Primeiro abraçámo-nos e beijámo-nos com muita força. Um abraço de vida. Como se tivéssemos regressado de um tempo antigo. Há sempre um abraço maior na vida de qualquer pessoa. Depois começaste a contar a tua aventura e foi um tempo de sonhos e pesadelos. O mar, o azul imenso. Olhar as nuvens. Ver o seu tipo e trajecto. Navegar. Ser levado pelos golfinhos nas suas danças maravilhosas. Esperar que um…

Ler mais

Crónica de Jorge C Ferreira | Uma Ilha

  Uma Ilha por Jorge C Ferreira   Viver onde se está. Viver como os que lá vivem e com eles. O arroz com feijão. As goiabas. Ao princípio da madrugada uma garrafa de rum. Viver devagar porque o calor era intenso. Acordar muito cedo e ir para o campo. A apanha dos frutos. A plantação de árvores. A vida a crescer. O tempo de todas as flores. Há países que são línguas que nos inflamam de ternura. A música, o canto, a nova trova. Ir à capital de todas…

Ler mais

Crónica de Jorge C Ferreira | As guerras

  As guerras por Jorge C Ferreira   Há dias que custam a passar. Dias estranhos nesta voragem do tempo. São, por vezes, horas esquisitas que nos incomodam. Tempo que ilustra vontades não alcançadas neste mundo complicado que estamos a viver. Degraus que não conseguimos subir. Escadas que não têm fim. Já se fala tanto da guerra que não me quero atrever a falar de tal. Digo apenas que a Rússia invadiu a Ucrânia. Acontecimento que não aceito de modo nenhum, que me custa compreender. O importante é falar do…

Ler mais