Crónica de Alexandre Honrado – Ainda à procura da memória

Ainda à procura da memória Por Alexandre Honrado   Ora cá está outro texto que não foi feito para ser lido até ao fim. Se fala de gatinhos, esqueci-me ou serão provavelmente desses gatinhos esquecidos que não encontram o caminho para o pires de leite ou, abandonados, para a lixeira que os socorra. Então cá vai. Tentamos esquecer o que nos desagrada, o que para trás ficou e que não passou de erro. O fascismo, o nazismo, o estalinismo, o salazarismo, cavaquismo, os anos da troika, o retorno da extrema-direita…

Ler mais

Crónica de Alexandre Honrado – Do que me afasta aproximando-me do que gosto

Do que me afasta aproximando-me do que gosto Por Alexandre Honrado   É com alguma surpresa que confesso – a mim próprio, diante do espelho dos dias – uma evidência: recorro a um punhado de icnografias variadas das quais não me separo, sabendo que no entanto seria capaz de rumar a outros lugares sem as levar comigo. Mesmo assim, há um cartaz do grupo surrealista de Lisboa que não me larga, onde se fala de medo com letras enormes e se categoriza uma coisa que hoje vai sendo necessária: “é…

Ler mais

Crónica de Alexandre Honrado – Em torno da memória

Em torno da memória Por Alexandre Honrado   Só porque me apetece, dedicarei os próximos tempos a escrever sobre memória já que a vejo volátil como o álcool que esfrego nas mãos, e estranha como os tempos em qua vivemos. Começo por aqui. Ao olharmos para a nossa vida, ao entendê-la na vastidão híbrida da cultura onde somos parte integrante, o espaço ocupado pela memória exige atenção plural. Se por um lado ela parece ser um inequívoco atributo biológico, mais ou menos desenvolvido em cada um de nós, ao mesmo…

Ler mais

Crónica de Alexandre Honrado – Gatinhos, culinária, esquecimento

Gatinhos, culinária, esquecimento Por Alexandre Honrado   Disse que a partir da última crónica publicada (na quarta-feira passada) neste Jornal de Mafra, tentaria escrever sobre coisas suaves, sobre gatinhos fofos, fadas voadoras, unicórnios, talvez sobre o Mandalorian, sobretudo  sobre o adorável Baby Yoda. A alternativa seriam temas que passassem pelos programas da manhã e da tarde das televisões generalistas, de grande conteúdo para formatos simples, ou os múltiplos programas de culinária, com ou sem competição entre novos chefes de cozinhas. Essa opção é perfeita e aquietadora; afastar-me-á em definitivo de…

Ler mais

Crónica de Alexandre Honrado – A preguiça de ler isto

A preguiça de ler isto Por Alexandre Honrado   Parece provado que um texto sério, denso, mais científico, ou simplesmente com algumas passagens difíceis, ou quase, não é lido até ao fim. As pessoas não se maçam, simplesmente não dominam os referenciais que lhe são sugeridos, acham que foram à escola aprender a ler para poder distinguir uma ou outra mensagem, que lhe faça falta e que não tenha mais do que vinte ou trinta palavras de seguida.  Desde que descubram onde fica a casa de banho ou a prateleira…

Ler mais

Crónica de Alexandre Honrado – Da pele à prótese

Da pele à prótese Somos prisioneiros de presenças ausentes? Por Alexandre Honrado   Numa pesquisa de respostas para as múltiplas interrogações motivadas pelo tempo presente, procurando ainda a aliança de conceitos que sempre me motivaram, trago ao mesmo texto o cruzamento entre pele e prótese, memória (e memória-protética) e presença ausente (a sensação descrita em trabalhos médicos, também designada como sensação do membro-fantasma e que se refere à “amputação de algum membro, lesão de plexo braquial ou até mesmo em pacientes tetraplégicos“ em sujeitos que diziam “sentir sensações da presença…

Ler mais

Surtos nas escolas de Torres Vedras

Questionado sobre o número de casos existentes em meio escolar no concelho de Torres Vedras, Ricardo Sá, médico de clinica Geral do CHO em Torres Vedras e coordenador do projeto Report-Covid – Escolas de Torres Vedras, referiu que “saber o número exato ao dia de hoje é muito difícil” tendo adiantado, que até este momento no concelho de Torres Vedras existiu apenas “um único surto” em ambiente escolar. O surto aconteceu numa turma de um 7º ano onde testaram positivo 3 pessoas. Dois destes casos positivos frequentavam uma atividade extracurricular…

Ler mais

Crónica de Alexandre Honrado – Para lá da identidade

Para lá da identidade Por Alexandre Honrado   Preocupa-me muito a questão da identidade. É um tema digno de atenção e de discussão e que conduz muitas vezes a portas fechadas e a contradições. Curiosamente, é também um motivo que ocupou muitos pensadores e investigadores e que teve nos últimos 40 anos um reforço notável da teórica que lhe era exigida: que identidade é a nossa agora que voltámos ao núcleo essencial, ao pequeno espaço de onde partimos, europeus numa faixa litoral, sulista e pobre, criativa e altruísta, a procurar…

Ler mais

Crónica de Alexandre Honrado – Sós – ou quase todos

Sós – ou quase todos Por Alexandre Honrado   Faz muito pouco sentido acreditar que a velha fórmula Direita e Esquerda é a mais indicada para o entendimento da composição política desejável. Os termos “esquerda” e “direita” apareceram durante a Revolução Francesa, de 1789, e o subsequente Império de Napoleão Bonaparte, quando os membros da Assembleia Nacional se dividiam em partidários do rei à direita do presidente e simpatizantes da revolução à sua esquerda. Ambas as expressões são hoje o retrato confuso de grandes miscelâneas cheias de contradições e nos…

Ler mais

Crónica de Alexandre Honrado – A urgência da emoção

A urgência da emoção Por Alexandre Honrado A formatação das mentes – seria melhor dizer, a construção social de mentalidades – é um produto da cultura institucional difundida pelos centros considerados aptos a aspergi-la, vem de órgãos de poder, dos Ministérios aos órgãos de comunicação passando pela teia áspera e plural do poder empresarial, local, dos “formadores de opinião”, da opinião publicada que ser esforçar-se e ser opinião pública – e procura criar uma rede coerente de obediências a que chamamos, não muito acertadamente, uma identidade (num falso desejo coletivo…

Ler mais