OPINIÃO POLÍTICA | Mário de Sousa – É urgente votar nas Eleições para o Parlamento Europeu

[sg_popup id=”24045″ event=”onLoad”][/sg_popup] É urgente votar nas Eleições para o Parlamento Europeu  “Não é sem apreensão que muitos portugueses se interrogam sobre a marcha concreta da integração europeu de Portugal. Como numa estrada enlameada, as rodas do nosso carro europeu patinam em avançar. E à medida que o tempo passa, tenderá a aumentar o número daqueles que começam a pôr em dúvida a possibilidade de avançarmos a sério no sentido das Comunidades Europeias. Em termos políticos, isso significa vantagens para aqueles que sempre reusaram alinhar na aposta europeia de Portugal…

Ler mais

OPINIÃO POLÍTICA | Mário de Sousa – Museu da Música, ar fresco na nossa Vila

[sg_popup id=”24045″ event=”onLoad”][/sg_popup] Museu da Música, ar fresco na nossa Vila Não será difícil de entender que o turismo no nosso Concelho é um fator crucial para que as gerações de hoje possam preservar o seu património transmitindo-o às gerações futuras que o irão usufruir e facultar ao turismo que nessa altura possa existir. Poder-se-á entender também que é de capital importância para a preservação do património possibilitar ao cidadão o acesso à sua memória, mantendo viva a sua identidade, conferindo-lhe uma autenticidade diferenciadora que lhe potenciará o fator de…

Ler mais

OPINIÃO POLÍTICA | Mário de Sousa – ‘O João, 26 anos, jovem empresário agrícola…’

[sg_popup id=”24045″ event=”onLoad”][/sg_popup] ‘O João, 26 anos, jovem empresário agrícola…’   Em 1994 passava na RTP um anúncio ao Roundup (glifosato). Pode revê-lo em https://www.youtube.com/watch?v=_9dgpVAqX5c e parecia estar ali a solução mágica para os agricultores: um produto químico que matava as ervas ruins sem fazer mal às plantas boas. O tempo veio desenganar-nos e há poucos dias a Bayer foi condenada a pagar uma indeminização milionária de 71 milhões de euros a um cidadão que contraiu uma determinada forma de cancro por exposição sistemática ao glifosato.i E aqui por Mafra…

Ler mais

OPINIÃO POLÍTICA | Mário de Sousa – Vêm aí mais TAXAS Municipais.

[sg_popup id=”24045″ event=”onLoad”][/sg_popup] Vêm aí mais TAXAS Municipais Nos dias que correm cada vez temos menos tempo para acudir às necessidades que viver em sociedade nos acarretam. Precisamos de ir ao médico, de pagar impostos, fazer registos notariais, matricular os filhos numa escola, tratar de assuntos relacionados com a nossa casa, recorrer a um tribunal, assistir a um evento cultural, etc, etc, e por isso entendemos ser imprescindível que existam perto da nossa porta todos estes serviços que de uma forma geral são prestados pelo Estado. Esta exigência / necessidade…

Ler mais

OPINIÃO POLÍTICA | Mário de Sousa – Se o Concelho de Mafra é agrícola onde se aprende o ofício?

[sg_popup id=”24045″ event=”onLoad”][/sg_popup] Se o Concelho de Mafra é agrícola onde se aprende o ofício? Desde sempre que somos um país de extremos: ou se é Doutor ou se é Analfabeto (leia-se iletrado ou sem qualificação profissional). Pelo meio fica um deserto em termos de qualificações de profissionais.  “A instrução secundária e complementar carece de dilatar a esfera do ensino, na parte relativa às disciplinas industriais, adiantar os conhecimentos práticos e de aplicação, tão necessários para o progresso da agricultura e para o desenvolvimento de todas as artes e ofícios”i.…

Ler mais

OPINIÃO POLÍTICA | Mário de Sousa – Gato escondido com rabo de fora – A escolas e o emprego em Mafra

[sg_popup id=”24045″ event=”onLoad”][/sg_popup] Gato escondido com rabo de fora – A escolas e o emprego em Mafra   Cumprindo a tradição de sossegar consciências e de estabelecer dúvidas, foi publicado o Raking das Escolas referente ao ano letivo 2017/2018. E surgiram notícias de cariz social, político, socioprofissional, educacional, pedagógico, informação que levará semanas senão meses a esgotar, até porque falta ao Ministério da Educação publicar números tão importantes como a Taxa de Retenção não sendo de menosprezar a possibilidade de esta ter aumentado. Não tenho formação na área das Ciências…

Ler mais

OPINIÃO POLÍTICA | Mário de Sousa – ´… temos olhos de ver e olhos de não ver’

[sg_popup id=”24045″ event=”onLoad”][/sg_popup] ´… temos olhos de ver e olhos de não ver’ A fobia de ser ‘empreendedor’ copiando o vizinho tem uma larga tradição em Portugal e vem desde os tempos heroicos das ‘croissanteries’ da Praça de Londres, das tostas mistas do ‘Galeto’ ou dos gelados do Apolo 70. Desnatado o mercado ficam os escombros e as dívidas deixados por todos os que nem o dinheiro tinham para iniciar o negócio. O mesmo se vem passando em Portugal de há uns anos a esta parte com as imobiliárias. Um…

Ler mais

OPINIÃO POLÍTICA | Mário de Sousa – Um Banco chamado IMI

[sg_popup id=”24045″ event=”onLoad”][/sg_popup] Um Banco chamado IMI O IMI Imposto Municipal sobre Imóveis tem sido ao longo dos tempos, uma das principais fontes de financiamento dos Municípios. Se o dinheiro vivo pode com facilidade mudar de banco, de concelho ou até mesmo de país, já uma moradia, um apartamento ou uma loja de rua constituem o chamado Ativo Não Circulante. É por isso muito fácil cobrar impostos sobre ele. Ano após ano os Munícipes vão sendo castigados com aumentos, reavaliações e ausência de informação sobre depreciações em tempo útil que…

Ler mais

OPINIÃO POLÍTICA | Mário de Sousa – O Tempo e Todos Nós

[sg_popup id=”24045″ event=”onLoad”][/sg_popup] O Tempo e Todos Nós Acabou mais um ano e começou um ANO NOVO. Chama-se 2019. O Tempo sempre me impressionou. Não a forma como o medimos mas porque se mede e a diferença que isso pode fazer na nossa existência. Três livros marcaram a minha ideia sobre o assunto: ‘O Nascimento do Tempo’i de Ilya Prigogine, ‘O Mediterrâneo e o Mundo Mediterrânico’ii de Fernand Braudel e ‘On Collective Memory’iii de Maurice Halbwachs. O primeiro porque me ensinou que o tempo está muito longe de ser ‘um mecanismo…

Ler mais

OPINIÃO POLÍTICA | Mário de Sousa – Prova de Vida ou Os Três Tristes Tigres!

[sg_popup id=”24045″ event=”onLoad”][/sg_popup] Prova de Vida ou 0s Três Tristes Tigres! Talvez tenham existido ‘um tempo e um lugar’ onde o cidadão procurava nos gestos dos políticos uma orientação para a sua cidadania, e nesse exercício um adversário era isso mesmo, um ADVERSÁRIO, o que possibilitava uma convivência de respeito pelas convicções recíprocas sedimentado em valores éticos. Ser ADVERSÁRIO implicava a assunção de uma entidade distinta do outro, não correr atrás de convergências ocasionais ou furtuitas, de interesse pontual e como tal fugaz. Acordos políticos podiam acontecer mas as ideias…

Ler mais