OPINIÃO POLÍTICA | Mário de Sousa – O Ranking que uns adoram e outros não!

A Ranking que uns adoram e outros não!

Ranking é uma classificação ordenada de acordo com determinados critériosi. Assim por si só poderá valer muito ou pouco, dependendo da sua ordenação. Vem isto a propósito do Ranking das Escolas em 2017 publicado pelo Ministério da Educação. É bom existir um ranking? A maior parte das pessoas veem nele a vantagem de na hora de escolher uma escola para os filhos, terem mais informação para decidirem, mas isso só será assim se o que estiver em causa for o ensino particular porque quanto ao público, a escola a ‘escolher’ será aquela a que pertença a sua residência.

Se submetermos o ranking a filtros bem definidos, poderemos tirar dele muitas informações, transformando-o não num quadro de medalhas de mérito mas sim numa fonte de informação sociológica que na sua transversalidade nos poderá descrever duma forma crua, as comunidades que frequentam as escolas e, sem subterfúgios políticos e demagógicos, pôr a descoberto as iniquidades que grassam no nosso país.

Vem isto a propósito de se vir apregoando há uns anos a esta parte que o concelho de Mafra é um exemplo a seguir quando de educação se fala. Muito se tem feito nesta matéria e escamoteá-lo não serviria a ninguém, mas tem-se feito o mais fácil, obra construída que enche os olhos a muita gente. Estava tudo a correr bem quando aparece o ranking e nos mostra números desoladores:

–   9º. Ano a melhor escola pública de Mafra: 457º lugar e a pior em 743º;
– 12º. Ano a Escola Secundária José Saramago ocupa o 264º lugar.

Não é brilhante e por isso a análise fina dos critérios pode-nos ajudar a entender estes números.
Escolham-se 4:

Os números da tabela acima são claros: o nível socioeconómico dos alunos influencia a margem de sucesso. Assim, o critério ‘aluno carenciado’ ao abrigo da Ação Social Escolar, em média determina um forte aumento da retenção. Na tabela abaixo tomamos contato com o mais terrível dos critérios o ‘Ranking de Sucesso’:

A Escola Básica António Bento Franco com 41% de alunos carenciados e uma taxa de 14,74% de retenções ocupa o 743º lugar do Ranking Geral mas o 997º lugar do Ranking de Sucesso.

Em média, nas Escolas Básicas do concelho a Ação Social Escolar abrange 32,5% dos alunos. Por qualquer razão ainda não explicada, quando esses alunos vão para a Escola Secundária José Saramago a % de alunos apoiados baixa para 25,8%. Resultado primeiro: 31,79% de retenções e o 370º lugar no Ranking de Sucesso.

Dá que pensar a Escola Básica António Bento Franco na vila mais desenvolvida do concelho de Mafra. Dão que pensar os 31,79% de retenções na Escola Secundária José Saramago. Não se duvida de que as instalações são boas, não se duvida de que os quadros estejam preenchidos acima da média nacional mas duvida-se e muito, da equidade de oportunidades que os alunos têm na qualidade e facilidade de acesso às escolas que frequentam e no apoio que têm, atendendo a que, e esse critério é muito importante, o índice de escolaridade dos pais neste concelho é muito baixo.

Por tudo isto é de lamentar que o Orçamento do Município para 2018 apenas se preocupe em cerca de 1%, aproximadamente 650.000 €, para remediar esta dramática situação revelada pelo tal Ranking que uns adoram e outros não!

Mafra, 19 de Fevereiro de 2018
Mário de Sousa

 

Rankings do PÚBLICO/Católica Porto Business School para as escolas do ensino básico e secundário.
https://www.publico.pt/ranking-das-escolas-2017/lista#-1109


ranking in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-02-19 18:33:28]. Disponível na Internet: https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/ranking

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados