Nebulosidade e temperaturas baixas no Verão do litoral oeste de Portugal

Verão no Oeste

Nebulosidade e temperaturas baixas no Verão do litoral oeste de Portugal Continental

 

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) publicou hoje um comunicado sobre o verão no litoral oeste de Portugal Continental.

Durante a época do verão, é frequente algumas áreas do litoral apresentarem nebulosidade matinal, por vezes persistindo ao longo do dia, enquanto no restante território do continente o céu apresenta-se pouco nublado ou limpo”.

Esta variação ocorre também em relação às temperaturas com o resto do país, com temperaturas “muito mais elevadas” e aqui na zona Oeste a temperatura chega a ter (em poucas dezenas de quilómetros de distância) diferenças de menos 10 ou 15 °C.

O IPMA justifica estas diferenças com um “as diferentes características físico-químicas da água (oceano) e da terra. Durante o dia, a radiação solar tende a aquecer rapidamente as áreas continentais, enquanto o oceano tende a manter a temperatura praticamente estável ao longo do dia. No sentido contrário, durante a noite, com a ausência de radiação solar, a temperatura tende a diminuir em terra. Este facto justifica as temperaturas máximas bastante mais baixas na faixa costeira, cujo vento predominante transporta uma massa de ar marítimo, que no verão é mais frio.”.

Quando a temperatura sobe, e assim que o sol se eleva, a tendência é para que se evaporarem as partículas de água das nuvens baixas (as quais são pouco espessas) e a nebulosidade desapareça. Na zona litoral, com o oceano a manter uma temperatura relativamente baixa, está criada a probabilidade para a persistência dessa nebulosidade.

O IPMA explica ainda, que este fenómeno acontece com maior frequência no troço do litoral entre o Cabo Carvoeiro e o Cabo Raso, por esta zona se “situar mais a ocidente e, portanto, mais exposto à influência marítima”.

 

Partilhe o Artigo

Leia também

Deixe um Comentário