IPMA | Furacão Danielle abandona os Açores e ruma como depressão à Península Ibérica

chuva

 

Se as previsões não falharem, o início da próxima semana será de chuva moderada e persistente em todo o território, vento forte e agitação marítima.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), já a partir de amanhã, 8 de setembro, o furacão #Danielle deverá passar a ser classificado como tempestade extra-tropical (irá perder, pouco a pouco, as suas caraterísticas tropicais) e tornar-se numa “depressão mais típica das latitudes médias nesta época do ano”.

As previsões da sua trajetória, embora ainda com grande incerteza, sugerem que “a depressão remanescente de #Danielle irá aproximar-se à Península Ibérica no início da próxima semana” e irá “afetar a parte noroeste da zona marítima de responsabilidade nacional, e está a produzir uma grande área de mar tempestuoso”.

Em comunicado, o IPMA afirma que “a ondulação frontal associada a essa depressão, alimentada por uma massa de ar quente e muito húmida, deverá trazer precipitação moderada e persistente em todo o território do continente e vento moderado a forte (até 50km/h) na faixa costeira e nas terras altas a partir de domingo, 11 de setembro.”.

A partir da tarde de sexta-feira, 9 de setembro, o impacto na agitação marítima na costa ocidental do continente começará a ser sentido “com ondas noroeste de altura significativa entre 1,5 e 2 metros e período de 16 segundos”, passando a ser “mais intenso a partir de segunda-feira, dia 12 de setembro, com ondas do quadrante oeste com altura significativa prevista entre 3,5 e 4 metros”.

 

Leia também