Época balnear 2023 | 3 vitimas mortais registadas pela Autoridade Marítima Nacional durante o mês de junho

Mafra praia

Views: 0

 

A abertura da época balnear ocorre progressivamente, a 1 de maio iniciou-se em várias praias dos concelhos de Cascais e Porto Moniz, a 15 de maio foi a vez de diversas praias do distrito de Faro, a 1 de junho iniciou-se na maioria das praias no centro e sul do país, e a 17 de junho juntam-se-lhes a maioria das praias do Norte.

Pelos concelhos de Mafra e de Torres Vedras a época balnear 2023 iniciou-se a 17 de junho e irá prolongar-se até 17 de setembro.

Tal como o mês passado (maio – ver aqui) a Autoridade Marítima Nacional (AMN) fez o balanço da assistência balnear prestada nas praias portuguesas no segundo mês de época balnear (de 01 a 30 de junho):

  • 116 salvamentos
  • 233 ações de primeiros socorros
  • 3 vítimas mortais

Os óbitos ocorreram em:

  • Porto Santo: Praia da Fontinha – Praia marítima vigiada (Motivo: Doença súbita)
  • Nazaré: Praia do Salgado – Praia marítima não vigiada – Fora da Época Balnear (Motivo: Afogamento)
  • Rio Douro – Fluvina do Espinhaço (Avintes): Outra zona marítima não vigiada (Motivo: Afogamento)

De 1 de maio a 30 de junho a AMN registou: 3 vítimas mortais, 143 salvamentos e 292 ações de primeiros socorros.

A Autoridade Marítima Nacional recomenda a todos os banhistas o seguinte:
– Frequentar as praias permanentemente vigiadas;
– Respeitar a sinalização das bandeiras, das praias e as indicações dos nadadores-salvadores, dos agentes da autoridade e dos elementos que reforçam a vigilância nas praias;
– Vigiar permanentemente as crianças;
– Respeitar os períodos de digestão e não entrar em águas frias de forma repentina, de forma a evitar choques térmicos abruptos que podem causar síncope cardíacas fatais;
– Evitar as horas de maior exposição solar (11h – 17h);
– Não beber bebidas alcoólicas antes de mergulhar na praia;
– Em caso de emergência não entre na água, chame o nadador-salvador ou ligue o 112.

Partilhe o Artigo

Leia também