Encerramento do porto de pesca da Ericeira (Barra Fechada)

Porto da Ericeira

Encerramento do porto de pesca da Ericeira (Barra Fechada)

 

Segundo o aviso emitido, pela Capitania do Porto de Cascais, o Porto de Pesca da Ericeira encerra hoje às 15 horas devido às previsões meteorológicas.

O aviso à navegação é o seguinte:

De acordo com as previsões meteorológicas, prevê-se ondulação até 4 metros de SW e vento de S, podendo atingir os 40 nós, pelo que é PROIBIDA a demanda ou a saída do Porto de Pesca da Ericeira, sendo considerada fechada a barra deste Porto, a partir das 15:00 do dia 16 de janeiro de 2024

Período de: 16-jan-2024 a N/A (não definido)
Data de Cancelamento: N/A (não definido)

 

Devido à agitação marítima, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera emitiu os seguintes avisos para o distrito de Lisboa:

Amarelo – Agitação Marítima
Ondas de sudoeste com 4 a 5 metros.
Válido entre 2024-01-17 00:00:00 e 2024-01-17 09:00:00 (hora UTC)
………………………….
Laranja – Agitação Marítima
Ondas de sudoeste com 5 a 5,5 metros, com altura máxima até 10 metros.
Válido entre 2024-01-17 09:00:00 e 2024-01-17 15:00:00 (hora UTC)
………………………….
Amarelo – Agitação Marítima
Ondas de sudoeste com 4 a 5 metros.
Válido entre 2024-01-17 15:00:00 e 2024-01-18 06:00:00 (hora UTC)

 

Assim, a Marinha e a Autoridade Marítima Nacional recomendam a toda a comunidade marítima e à população em geral um estado de vigilância permanente no mar e nas zonas costeiras, e alertam que os cuidados devem ser redobrados, tanto na preparação de uma ida para o mar, como quando estão no mar ou em zonas costeiras. Para além disso, recomenda-se:

  • Reforçar a amarração e manter uma vigilância apertada das embarcações atracadas e fundeadas
  • Evitar passeios junto ao mar, de onde se destacam os molhes de proteção dos portos
  • Evitar passeios junto à orla costeira, nas arribas e nas praias, bem como a prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima
  • Desaconselha-se vivamente a pesca lúdica, em especial junto às falésias e zonas de arriba nas frentes costeiras atingidas pela rebentação das ondas, tendo sempre presente que nestas condições o mar pode facilmente alcançar zonas aparentemente seguras.

Leia também