Covid-19 | Surto associado ao Hospital de Torres Vedras registava 26 óbitos

Hospital Torres Vedras

Os primeiros casos associados ao surto do Hospital de Torres Vedras registaram-se na véspera do Natal, em doentes que ficaram infetados após terem sido internados no Hospital devido a outras doenças.

De acordo com o último boletim disponibilizado pela Câmara de Torres Vedras, com dados atualizados às 23h59 de dia 25 de janeiro, o surto no Hospital de Torres Vedras registava 110 casos ativos. Desde o início do surto somam-se 210 casos confirmados, dos quais 74 recuperados e 26 óbitos. Entre os dias 20 e 25 de janeiro registaram-se 10 óbitos associados a este surto.

De acordo com declarações de Carlos Bernardes, presidente da Câmara no hospital de Torres Vedras, cerca de 11% dos trabalhadores deste hospital (entre médicos, enfermeiros e pessoal auxiliar) encontram-se infetados ou a cumprir isolamento profilático.

Carlos Bernardes, em coordenação com o Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste solicitou ontem ao Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, a ativação de ajuda internacional para o controlo da pandemia no concelho de Torres Vedras, ajuda que deverá refletir-se num “reforço dos recursos humanos do Hospital de Torres Vedras, com cinco médicos e dez enfermeiros”.

Em declarações à RTP, Carlos Bernardes referiu que se dentro de 72 horas não chegarem ao hospital de Torres Vedras 5 médicos e 10 enfermeiros “a assistência irá colapsar”.

Para além deste surto existem mais 6 surtos ativos no concelho de Torres Vedras, todos eles em lares de idosos, que às 23h59 de dia 25 de janeiro, somavam já 379 casos ativos e 51 óbitos.

Ao dia de hoje, 27 de janeiro de 2021, encontravam-se 134 doentes COVID internados em enfermaria, 43 na Unidade de Caldas da Rainha e 91 na Unidade de Torres Vedras.

 

Leia também