Afinal os arraiais e festas populares estão ou não proibidos?

Ontem, a Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Vieira da Silva, em relação a arraiais e a festas populares referiu que “o desconfinamento tem regras” e que “estão expressamente proibidas”, a ministra acrescentou ainda que o governo em articulação com os municípios e com as forças de segurança irá “garantir que aquilo que está proibido não se realiza apenas porque se considera ser informal”.

Mariana Vieira da Silva sublinhou ainda que “a ideia de que nos podemos relacionar normalmente sem garantir o distanciamento físico, estando em festas onde nem sequer conhecemos todas as pessoas que lá estão, é uma ideia errada, que importa combater”.

Hoje, Graça Freitas, diretora-geral da Saúde, referiu que este ano existe “uma nova normalidade” pelo que este “será um arraial diferente do arraial do ano passado”, acrescentando ainda que “as coisas podem fazer-se, mas com regras” pelo que “nada impede que haja uma boa esplanada e que essa esplanada tenha música e que essa música seja acompanhada de um grelhador e de umas belas sardinhas”.

Segundo Graça Freitas “é preciso cumprir as regras de distanciamento” mas os arraiais podem realizar-se desde que sejam cumpridas as regras estabelecidas para minimizar a disseminação da covid-19 e “cabe a cada um de nós cumprir essas regras”.

   

Leia também