Vamos à Farmácia | A importância da Vitamina D

Vamos à Farmácia | Ana Quintela

 

A importância da Vitamina D

Embora exista ainda uma fraca adesão de alguns doentes à toma de Vitamina D, a verdade é que a deficiência em vitamina D é já considerada um problema de saúde pública em diversos países da Europa.

 

Porque é importante a vitamina D?

É uma vitamina essencial no metabolismo do cálcio, promovendo a sua absorção a partir do intestino, ajudando assim a manter os nossos ossos e dentes saudáveis.

Tem um papel fundamental no sistema imunitário, na função muscular e na manutenção de uma divisão celular normal.

 

Como obter vitamina D através da alimentação?

Esta vitamina pode ser encontrada em maiores quantidade nos óleos de peixe, em peixes gordos (salmão, atum, sardinha), na gema de ovo, na manteiga e no abacate.

 

A vitamina D e o Sol

Uma quantidade suficiente de vitamina D deve ser adquirida não só através da alimentação, como também através da síntese cutânea por exposição ao sol.

Um indivíduo saudável que faça uma exposição solar entre 5 a 30 minutos pelo menos duas vezes por semana consegue sintetizar vitamina D suficiente. Naturalmente que esta exposição ao sol depende de diversos factores como a estação do ano, a zona geográfica onde se encontra e a pigmentação da pele (pele mais escura tem mais dificuldade em sintetizar vitamina D).

 

Quem deve tomar suplementos com vitamina D?

Num país com sol como Portugal, a toma de vitamina D é desnecessária em indivíduos saudáveis. Os suplementos só devem ser indicados em crianças até aos 2 anos, pessoas com mais de 65 anos, mulheres grávidas, indivíduos com pele escura e pessoas que permaneçam todo o dia em espaços fechados evitando sempre a luz do sol.

A suplementação de vitamina D está sempre indicada, em qualquer idade, a pessoas com elevado risco de desenvolver osteoporose, seja por toma de determinados medicamentos ou por doenças que causem enfraquecimento ósseo. Por exemplo, quem toma corticosteroides de forma continuada tende a desenvolver alterações no metabolismo do cálcio, o que potencia a osteoporose.

 

Como escolher um bom suplemento de vitamina D?

Existem diversos suplementos com vitamina D comercializados em Portugal. Alguns são ainda comparticipados, pelo que deve informar-se com o seu médico para que lhe seja recomendado o mais adequado, considerando o seu estado de saúde.

Diversos estudos mostram que os suplementos com vitamina D3 são os mais eficazes, pois são os que aumentam em maior quantidade os níveis sanguíneos desta vitamina. Além disso a vitamina D3 tem uma capacidade muito superior de armazenamento no organismo.

Relativamente à quantidade diária que deve ingerir em suplementos com vitamina D, a Direcção Geral de Saúde (DGS) recomenda a toma de 700 a 800 UI de vitamina D todos os dias em pessoas com mais de 65 anos. Adicionalmente, em adultos saudáveis, a toma continuada de vitamina D até 10000UI por dia não mostrou qualquer toxicidade.

 

A toma de Vitamina D previne o cancro?

De facto há estudos que sugerem que níveis mais elevados de vitamina D ajudam a limitar a proliferação de células anormais, levando a uma diminuição da probabilidade de desenvolver cancro da mama, do cólon e da próstata. Além disso, pensa-se que níveis insuficientes de vitamina D possam estar associados a doenças cardiovasculares, esclerose múltipla e artrite reumatoide.

No entanto, é importante perceber que há ainda muita pesquisa a desenvolver nesta área e de facto não existem ainda provas suficientes de que o recente aumento no consumo de suplementos de vitamina D traga efectivamente vantagens a prevenir determinadas doenças crónicas ou alguns tipos de cancro.

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados