Lactogal comprou a Queijos Santiago

queijos santiago

Lactogal comprou a Queijos Santiago

 

A centenária empresa, com história na produção de queijos nacionais produzidos com leite 100% português, a Queijos Santiago, atualmente com sede em Mafra, foi comprada pela Lactogal.

A aquisição, que ainda aguarda à aprovação da Autoridade da Concorrência, inclui o portfólio de marcas dos Queijos Santiago, as três unidades de produção em Portugal (Montemuro (Mafra), Palmela e Portalegre) e um Centro Logístico na Venda do Pinheiro.

Os valores envolvidos nesta compra permanecem desconhecidos.

Os Queijos Santiago fazem agora parte do grupo detentor das marcas Mimosa, Agros, Matinal, Gresso, Vigor, Pleno, Castelões, Milhafre dos Açores, Primor, Serra Dourada, Castelinhos, Serra da Penha e Fresky.

A Lactogal refere em comunicado, que “pretende manter a matriz identitária do Grupo Queijos Santiago, pelo que não espera que venham a ocorrer alterações significativas na atual estrutura, que terá uma gestão autónoma e independente”.

A empresa sediada em Mafra desde 1995 faturou em 2023, cerca de 63 milhões de euros e emprega 278 pessoas que serão agora integradas na Lactogal.

Para o CEO do Grupo Queijos Santiago “este acordo permitirá dar continuidade ao percurso feito pela Queijos Santiago ao longo destes mais de 100 anos, distinguindo-se cada vez mais dos restantes players no mercado nacional e no mercado internacional”.

Sobre a Queijos Santiago

A Queijos Santiago iniciou a sua atividade em 1918, em Castelo Branco, quando o casal Santiago se dedicou a criar 200 ovelhas que produziam cerca de 30 litros de leite por dia.

Em 1963, a visão de negócio fez com que a família Santiago se mudasse de “queijos e bagagens” para Lisboa. A marca chegou a Mafra em 1995, altura em que compra a JD Lacticínios.

Atualmente era constituída por três unidades de produção em Portugal — Montemuro (Mafra), Palmela, Portalegre e um Centro Logístico na Venda do Pinheiro.

Em 2015 participou na cerimónia da 1.ª entronização da Confraria do Queijo Fresco, que se realizou no Palácio nacional de Mafra.

[Imagem: Queijos Santiago]

Leia também

Deixe um comentário