Já emitidas 105 000 matrículas no novo formato (conheça as palavras “proibidas”)

Matriculas

A 3 de março foi atribuída a primeira matrícula do novo formato AA 01 AA a um veículo elétrico, desde essa data e até dia 13 de agosto foram emitidas, no novo formato, cerca de 105 000.

O novo modelo das matrículas deixou de ter ano e mês da primeira matrícula do veículo, os traços separadores de grupos de carateres foram também eliminados, mantendo-se, no entanto, um espaçamento entre cada grupo de carateres.

Estas alterações, segundo a Deco, pretendem “uniformizar as características dos modelos das chapas de matrícula dos ciclomotores e motociclos com os dos restantes veículos, no que se refere à inclusão do dístico identificador do Estado-Membro de matrícula, facilitando a circulação internacional destes veículos”.

Portugal era o único país dos 28 Estados-Membros da União Europeia que apresentava o ano e mês da matrícula, dados que “não fazem parte do número da matrícula dos veículos e não são um elemento relevante para a sua identificação”.

Já os traços separadores entre letras e números desaparecem, uma vez que neste novo formato de matrícula e dadas as dimensões do tipo de caracteres utilizados, em alguns casos não existiria espaço suficiente para incluir algumas letras mais largas. No entanto será mantido algum afastamento entre os três grupos de caracteres.

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) refere ainda que “a maioria dos Estados-Membros não utiliza traços na separação entre grupos de caracteres nas chapas de matrícula”.

Este novo formato do número de matrícula permitirá a sua utilização por um período estimado de 45 anos.

Se o seu carro foi matriculado antes de 2 de março de 2020, pode trocar a sua matrícula por um dos modelos novos, mas não tem a obrigação de o fazer. De acordo com o IMT as matrículas novas homologadas atribuídas a partir de 2 de março. Mas as chapas de matrícula da série anterior e das séries precedentes mantêm-se perfeitamente válidas, não havendo necessidade de serem substituídas.

Mas se optar por fazer a “substituição voluntária da chapa de matrícula” saiba que os pode “optar pela colocação de chapas de matrícula dos modelos da nova série ou do modelo de chapa de matrícula em vigor à data da matrícula do veículo em território nacional”. A troca não necessita de ser autorizada ou comunicada ao IMT, I.P, visto que o número de matrícula se mantém o mesmo.

Certifique-se de que as nova matricula cumpre as medidas homologadas (chapas de matrícula automóveis, para frente e retaguarda (com dimensões 520 X 110 mm) e retaguarda (com dimensões 340 X 220 mm)), caso contrario a pode dar origem a uma coima até 600 euros e a chumbar na inspeção periódica obrigatória.

Matr1

As chapas de matrícula dos ciclomotores, motociclos, triciclos e quadriciclos passaram a apresentar no seu canto superior esquerdo o símbolo distintivo de Portugal (P) bem como as 12 estrelas da União Europeia num fundo azul.

O IMT refere que o algoritmo que faz a atribuição de matrículas vai “assegurar a não utilização de combinações de letras que possam formar determinadas palavras que se entenda dever evitar” – palavras que possam ser ofensivas ou incómodas.

Deste modo, considerando os carateres das matrícula de 1 a 6 a contar do lado esquerdo para o direito, o algoritmo irá assegurar que “não são utilizadas vogais na segunda e sexta posição desses caracteres nas matrículas do novo formato” (00 00 00), impedindo assim a formação de palavras inofensivas como rato, pata, reta … entre outras “menos próprias”.

 

Leia também

One Thought to “Já emitidas 105 000 matrículas no novo formato (conheça as palavras “proibidas”)”

  1. JOAO RAMIRO S C FIRMINO

    Lembram-se do Opel Ascona do tempo da outra senhora? A designação ASCONA foi substituída em Portugal por 1604… A polícia dos costumes estava atenta…

Comments are closed.