Este ano nasceram 6 golfinhos no Sado

golfinhos

Este ano nasceram 6 crias de golfinhos no Sado

 

Este ano nasceram 6 crias de golfinhos roazes-corvineiros, da espécie Tursiops truncatus, no Estuário do Sado, subindo assim para 30 indivíduos golfinhos1pertencentes a esta população residente neste estuário.

As equipas do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) acompanham em permanência esta população, procedendo à sua monitorização e fiscalização do cumprimento das normas e regras de observação, e outras atividades desenvolvidas no Estuário, minimizando os impactos sobre a espécie. Todos os indivíduos desta população residente estão identificados individualmente pela barbatana dorsal e todos eles têm nome.

De acordo com o ICNF estes 6 nascimentos são um recorde desde que se iniciou a monitorização desta população de roazes, há cerca de 40 anos.

 

Sobre a espécie:

Os roazes-corvineiros, ou Tursiops truncatus, devem o nome “roaz” ao facto de gostarem de roer as redes que os pescadores deitavam ao mar. Já “corvineiro” vem do gosto que esta espécie tinha pela corvina, quando ela existia em abundância na zona do estuário e que agora voltou ao estuário.

Normalmente, têm o dorso cinzento, a zona do ventre mais clara e um bico pronunciado, podendo atingir cerca de quatro metros de comprimento e 800 quilos de peso. Alimentam-se de peixes, cefalópodes (chocos, lulas e polvos) e outros invertebrados.

A maturidade sexual destes roazes é atingida entre os 11 e os 12 anos e a gestação dura cerca de 12 meses. Cada fêmea poderá ter uma cria a partir dos 3 anos. Esta espécie vive em média cerca de 50 anos. Apesar de comum em todo o mundo, a população de roazes-corvineiros residente no Sado é única no país e uma de três de que se tem conhecimento em toda a Europa.

[Imagens: ICNF]

Leia também