Licínia Quitério

 

Casa de Hóspedes (8º. Episódio)

Quem havia de dizer, um homem que parecia vender saúde, na força da vida, eu nem quero acreditar, não somos nada, a vida são dois dias, coitada da família, coitado dele que vai para o barroco, quem cá fica governa-se. Não é bem assim, a Adelaide é nova, a miúda está uma mulherzinha, o miúdo é que ainda está atrasadito, tudo tem remédio menos a morte, parece que estava a adivinhar que a vida não durava muito, porque é que digo isto, por aquilo que sabe, coitada da Adelaide que até se lhe pôs o corpo todo cheio de manchas, tal foi os nervos que apanhou. Agora que já lá está, tem de dar contas a Deus, tirando aquele deslize era um bom pai e um bom vizinho, tenho muita pena é da velha, a mãe dele, coitadita, chega uma pessoa àquela idade para ter um desgosto destes, ela tem dias que já não acerta lá muito, pois não, Deus escreve direito por linhas tortas, pode ser que não se aperceba bem da desgraça.  Ora quem havia de dizer, o senhor Lomelino, sempre bem cheiroso, a assobiar baixinho, a caminho do emprego, que aquilo agora de dinheiros, eles é que sabem, mas já não vai ser a mesma coisa, ainda vai ser os cobres da velha a entrarem para a mesa, ai vai, vai, até parece mentira estarmos a falar duma tristeza destas aqui ao pé de nós, a vida são dois dias. Tem toda a razão, já se sabe quando será o funeral, ainda não, mas parece que vai para a igreja mais logo, eu vou tentar saber, depois lhe digo, e eu vou convencer o meu a ir pelo menos à noite ao velório, que ele foge dessas coisas como o diabo da cruz, homens, já se vê, ainda se houvesse uns copos e uma suecada, escute, coitada, é a Adelaide em prantos, ai que coisa mais triste, então vou acabar de fazer o almoço, também eu, coitado do Lomelino que já nunca mais almoça, ai ai, é a vida, e a morte que não escolhe.

Assim se despediram a D. Laura do segundo direito e a D. Balbina do primeiro esquerdo, na manhã do dia em que o Lomelino já não acordou.

(continua)

Licínia Quitério

 


Pode ler (aqui) as crónicas quinzenais de Licínia Quitério.