Covid-19 | Portugal – Vacinas e número de vacinados

vac

A Vacinação contra a covid-19 iniciou-se no dia 27 de dezembro de 2020 e até ao momento foram já administradas vacinas a 8% da população, 827.902 pessoas. Com a vacinação completa existem já 341.034 pessoas (3% da população).

Portugal recebeu já 1.468.929 doses e distribuiu pelos pontos de vacinação ou unidades equiparáveis 1.264.093 doses.

A distribuição do número de doses administradas e a cobertura vacinal na população residente (%) por região de Saúde é a seguinte:

  • Região Norte:
    381.184 doses administradas – 8% primeira dose e 3% com vacinação completa
  • Região Centro:
    270.470 doses administradas – 12% primeira dose e 5% com vacinação completa
  • Região de Lisboa e Vale do Tejo:
    384.711 doses administradas – 7% primeira dose e 3% com vacinação completa
  • Região do Alentejo:
    85.755 doses administradas – 13% primeira dose e 6% com vacinação completa
  • Região do Algarve:
    45.040 doses administradas – 8% primeira dose e 3% com vacinação completa

A distribuição de doses por grupos etários é a seguinte:

vidd
DGS

Os dados apresentados são referentes a domingo dia 14 de março de 2021 às 23h59.

Ontem, Portugal “tendo por base o Princípio da Precaução em Saúde Pública”, tal como já fizeram países como a Espanha, Itália, França e  Alemanha, interrompeu temporariamente o processo de vacinação contra a Covid-19 com a vacina da AstraZeneca, após terem sido conhecidos novos casos de reações adversas graves reportados por vários países europeus, após a administração desta vacina.

Foram já administradas mais de 17 milhões de doses desta vacina na União Europeia e no Reino Unido, e as situações que foram reportadas são muito raras, não sendo ainda possível estabelecer uma relação de causalidade entre as reações e a toma da vacina, pelo que “não há motivos de preocupação acrescida para quem já recebeu esta vacina”.

O processo de vacinação de quase 80 mil professores e funcionários do pré-escolar e do 1.º ciclo agendado para o próximo fim de semana, 20 e 21 de março, fica assim suspenso temporariamente.

A vacinação vai continuar com outras vacinas e privilegiando as pessoas com 80 ou mais anos e as pessoas com idade igual ou superior a 50 anos, que apresentem uma das comorbilidades previstas para a fase 1 da vacinação.

Até ao momento, 4 vacinas receberam o parecer positivo do Comité dos Medicamentos de Uso Humano (CHMP) da Agência Europeia do Medicamento (EMA) e a autorização condicional de introdução no mercado pela Comissão Europeia:

  1. Vacina da  BioNTech/Pfizer – vacinação a decorrer.
    Vacina de duas doses, com 21 dias de intervalo. Apresenta uma eficácia de 95%.
  2. Vacina da Moderna – vacinação a decorrer.
    Vacina de duas doses, com 28 dias de intervalo. Apresenta uma eficácia de 94,10%.
  3. Vacina da AstraZeneca – vacinação suspensa.
    Vacina de duas doses, com 12 semanas de intervalo. Apresenta uma eficácia de 60%.
  4. Vacina da Janssen/J&J – autorizada desde 11 de março de 2021 pela Comissão Europeia, ainda não se encontra em distribuição. Esta vacina é de apenas uma dose. Apresenta uma eficácia de 76,7%.

Existem mais 3 vacinas em processo de revisão contínua e ainda sem previsões de data de aprovação, são elas a CureVac, a NVX-CoV2373, da Novavax, e a Sputnik V, vacina russa.

Se a suspensão da vacina da AstraZeneca se vier a prolongar, a previsão aponta para que a fase 1 do Plano de Vacinação possa “terminar na terceira semana de abril, retomando-se então a administração aos profissionais de educação”.

campanha covid.png

 

Leia também