Concertos a 6 órgãos na Basílica do Palácio de Mafra regressam no domingo

Concertos a 6 órgãos

Concertos a 6 órgãos na Basílica do Palácio de Mafra regressam no domingo

 

Os Concertos a 6 órgãos na Basílica do Palácio Nacional de Mafra regressam no próximo domingo, 7 de abril.

O XII Ciclo de Concertos a Seis Órgãos, tal como nos ciclos anteriores, terão lugar ao primeiro domingo de cada mês, pelas 16 horas.

Este ano o Ciclo de Concertos a seis órgãos tem final previsto para o  7 de julho.

Data e hora

Data: 7 de abril
Hora: 16h00
Local: Mafra, Basílica do Palácio Nacional de Mafra

Bilhetes paro os Concertos a 6 órgãos na Basílica do Palácio de Mafra

Bilhetes: 8 € (gratuito para crianças até aos 12 anos).
Os bilhetes podem ser adquiridos ao balcão, na bilheteira do Palácio Nacional de Mafra, e encontram-se também disponíveis na bilheteira online (aqui).

Próximas datas

Os próximos concertos ocorrem nas seguintes datas: 5 de maio, 2 de junho e 7 de julho.

orgaoSobre os órgãos

A Basílica do Palácio Nacional possui um conjunto instrumental de seis órgãos históricos que, pela sua singularidade, é único em todo o mundo. A sua disposição arquitetónica, aliada ao facto de terem sido projetados em conjunto e a possibilidade de serem tocados individualmente ou em simultâneo, configuram uma realidade patrimonial de exceção.

Os seis instrumentos foram construídos para substituir outros existentes, da época de D. João V. O trabalho foi executado pelos dois mais importantes organeiros do seu tempo — Joaquim António Peres Fontanes e António Xavier Machado e Cerveira, entre 1792 e 1807 — época áurea da construção de órgãos em Portugal. É nesta reforma que os instrumentos são preparados para tocar em conjunto.

Na época foram produzidas várias composições musicais para estes órgãos. No entanto, as Invasões Napoleónicas e o consequente exílio da Corte portuguesa no Brasil conduziram a um declínio no uso dos instrumentos.

Até 1998 os Órgãos foram sujeitos apenas a intervenções superficiais. Desde esse ano até 2010 procedeu-se ao restauro global do conjunto, confiado ao organeiro português Dinarte Machado.

Desde então, os seis órgãos da Basílica do Palácio Nacional de Mafra tornaram-se largamente conhecidos em todo o mundo. O som destes seis órgãos, com os seus cerca de 12.000 tubos, propicia uma experiência que só é possível neste monumento.

Não perca os concertos a 6 órgãos na Basílica do Palácio Nacional de Mafra.

Leia também

Deixe um Comentário