Mafra | Calendário das procissões da Quaresma de 2023

 

A Vila de Mafra mantém uma tradição que remontará, diz-se, ao século XVIII, a de fazer sair da Basílica quatro procissões durante a Quaresma, enquadradas nos ritos e tradições publicamente ostentadas pela ICAR (Igreja católica Apostólica Romana).

A pandemia levou à suspensão das procissões da Quaresma em 2020 e 2021, mas em 2022, estas manifestações públicas da ICAR voltaram e este ano irão realizar-se nas seguintes datas:

  • 05 de março – Procissão do Senhor dos Passos
  • 19 de março – Procissão de Penitência da Ordem Terceira de São Francisco (Terceiros)
  • 02 de abril – Procissão das Sete Dores de Nossa Senhora (Burrinha)
  • 07 de abril – Procissão do Enterro do Senhor

Tal como em anos anteriores, a Câmara Municipal de Mafra reconhece o “potencial no âmbito do turismo religioso” que esta quatro procissões representam para a Vila de Mafra, e que a sua realização é “uma celebração secular e não apenas um fenómeno de fé, mas um conjunto monumental atrativo de povos e visitantes, no testemunho de uma grandiosidade atestada pela beleza e imponência dos andores e suas imagens”, e “considerando que a logística associada comporta compreensivelmente custos, em especial devido à ornamentação dos andores, à conservação dos paramentos e à participação das bandas filarmónicas que, com o seu contributo, acentuam a solenidade das cerimónias e criam o ambiente pretendido” a câmara Municipal apoia financeiramente a organização destas manifestações religiosas.

O apoio concedido tem este ano o valor de 1.300,00 € (mil e trezentos euros) – mais 100 € que no ano passado- e destina-se como em anos anteriores a ” fazer face a algumas das despesas inerentes à realização das Procissões Quaresmais de 2023, nomeadamente com a banda que as acompanhará”.

O apoio surge depois de a Real e Venerável Irmandade do Santíssimo Sacramento da Paróquia de Santo André de Mafra ter solicitado à câmara o apoio financeiro.

Dado que, para além do aspecto estritamente religioso, estas constituem património histórico e tradicional da Vila de Mafra, vimos , mais uma vez, solicitar a V. Exa. se digne conceder um subsídio para ajuda dos custos inerentes, muito particularmente, com a banda acompanhante.”

Este ano as procissões voltam a ocorrer às tarde – no ano passado ocorreram na parte da manhã, mudança que no ano passado não foi do agrado de todos os membros deste culto, de resto, ao Jornal de Mafra chegaram várias “reclamações” a propósito das alterações horárias – realizando-se após a missa das 15h30.

A Procissão do Enterro do Senhor é a única que se realiza em horário noturno, às 21h00.

Leia também

Comentário