9 vítimas mortais e 20.365 infrações na estradas portuguesas entre 12 e 19 de setembro

 

Decorreu, entre os dias 12 e 19 de setembro, a Campanha de Segurança Rodoviária “Cinto-me vivo” na qual foram fiscalizados 95.073 veículos e registadas 20.365 infrações, das quais 966 relativas à não utilização ou utilização incorreta dos dispositivos de segurança.

Durante o período da campanha, de 12 a 19 de setembro de 2022, foram registados 3.183 acidentes, de que resultaram:

  • 9 vítimas mortais (com idades entre 24 e 78 anos, 8 eram do sexo masculino)
  • 63 feridos graves
  • 1.048 feridos leves.

Os 9 acidentes com vítimas mortais ocorreram nos distritos de Braga (2), Vila Real, Porto, Leiria, Lisboa, Setúbal, Évora e Faro, e resultaram de:

  • 6 despistes (4 automóveis ligeiros de passageiros e de 2 motociclos)
  • 2 colisões (uma delas entre um veículo ligeiro e um veículo pesado de mercadorias, e a outra entre um veículo ligeiro e um velocípede)
  • 1 atropelamento por um veículo ligeiro de passageiros (na EN125)

A campanha da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP) teve como objetivo “alertar os condutores e passageiros para a importância de utilizarem sempre, e de forma correta, os dispositivos de segurança”.

Durante a campanha foram ainda sensibilizados 364 condutores e passageiros no Continente e na Região Autónoma da Madeira, a quem foram transmitidas as seguintes mensagens:
– Utilize sempre uma cadeirinha homologada, devidamente instalada, e adaptada à altura e peso da criança;
– Utilize sempre o cinto de segurança, em todos os lugares do veículo, e em todos os percursos, mesmo nos de curta distância;
– Utilize o capacete de modelo aprovado, devidamente ajustado e apertado.

 

Leia também

Comentário