Futebol | Mafra regressa às vitórias frente à Académica e soma mais 3 pontos

 

Jogou-se esta manhã, no Estádio Cidade de Coimbra, em Coimbra, o jogo da 32.ª jornada da II Liga, que colocou frente a frente Académica e Mafra. O jogo que contou com cerca de 540 espetadores terminou com a vitória do Mafra por duas bolas a zero.

Académica: 0 x 2 : CD Mafra

Logo aos 3 minutos Lucas Marques rematou, mas o remate passou por cima da baliza. Lucas Marques insistiu aos 15 minutos, desta feita a bola saiu ao lado da barra.

Aos 16 minutos, o Mafra viu um golo invalidado, uma vez que Pedro Lucas quando rematou estava em posição irregular. Aos 32 minutos, Pedro Lucas rematou com perigoo, mas o remate saiu ao lado da baliza. Gui Ferreira, aos 44 minutos rematou por cima da baliza.

Já na 2.ª parte, Mattheus Oliveira, aos 48 minutos, rematou contra afigura do guarda-redes adversário. Aos 56 minutos, depois da assistência de Pedro Lucas, Rodrigo Martins faz o 1.º do Mafra.

Aos 64 o guarda-redes da Académica defende um remate de Lucas Marques.

Renan Bragança, guarda-redes do Mafra solicitou assistência medica por duas vezes, aos 68 e aos 81 minutos.

Já para lá do período regulamentar, aos 90+3 minutos, Stevy Okitokandjo marca o 2.º do Mafra depois de uma assistência de Francis Cann.

Rodrigo Martins foi eleito o “homem do jogo”, o melhor jogador em campo.

O CD Mafra subiu provisoriamente à 9.ª posição (depende do resultado do Vilafranquense vs Benfica B que se joga amanhã), e soma agora 43 pontos. 

O árbitro da partida, João Pinho, mostrou o cartão amarelo por 4 vezes aos jogadores do Mafra: Gui Ferreira (27), Pedro Pacheco (41), Inácio Miguel (87) e Bruno Silva (88).

Ricardo Sousa escolheu para 11 inicial: Renan, Bruno Silva, Inácio Miguel, Pedro Pacheco (Pedro Barcelos, 72), Matheus Oliveira (Aparício, 72), Leandrinho, Francis Cann, Lucas Marques (Bura, 82), Gui Ferreira (João Goulart, 72), Rodrigo Martins e Pedro Lucas (Okitokandjo, 82).

No banco dos suplentes ficaram: Miguel Santos, Burra, Pedro Barcelos, Okitokandjo, Rodrigo Gui, Aparício e João Goulart

[Imagens: CDM]

Leia também

Comentário