Festival de Sintra traz Mattutino de’ Morti de João Domingos Bomtempo ao Olga Cadaval

PUB

 

O Festival de Sintra oferece um momento musical único com o concerto Mattutino De’ Morti, de João Domingos Bomtempo, no Centro Cultural Olga Cadaval, no dia 12 de junho, pelas 21h00.

Obra coral-sinfónica monumental, estreada em 1822 para as cerimónias da trasladação de D. Maria I do Brasil para a Basílica da Estrela, será executada na íntegra pela 2ª vez, desde o século XIX.

Há nestes Mattutini uma atração pela luminosidade da vida que contraria a ideia da celebração da morte. São, pelo contrário, a celebração da vida para além da morte.

João Domingos Bomtempo (1775-1842) foi o compositor português mais internacional do seu tempo, um homem na charneira de uma época que faz uma revolução serena na música defendendo os valores da modernidade, do progresso, da educação e do acesso às artes.

No palco do Centro Cultural Olga Cadaval, Susana Gaspar, Catia Moreso, Marco Alves dos Santos, Juan Orozco, André Henriques, Nuno Dias, Coro e Orquestra do MPMP Património Musical Vivo, dirigidos por Jan Wierzba darão corpo a esta apresentação.

O Festival de Sintra decorrerá entre 10 a 29 de junho, trazendo a Sintra “grandes nomes do panorama nacional e internacional e ficará marcado, igualmente, pelo regresso da dança e dos bailados a Seteais”. Sob o signo do “Reencontro”.

Mais informações AQUI

 

Leia também

Comentário