Dia Mundial da Hipertensão | Mais 40% dos portugueses têm hipertensão

PUB

Hoje é Dia Mundial da Hipertensão. O dia tem por  objetivo “divulgar a importância da prevenção, da deteção e do tratamento da hipertensão”. Este ano o tema associado ao dia é “Medir pressão arterial com precisão, controlá-la, viver mais tempo”.

Segundo a Sociedade Portuguesa de Cardiologia, em Portugal, a doença afeta cerca de 42,6% dos adultos, ou seja, mais de 3 milhões de pessoas, afeta mais os homens (cerca de 40%) e a faixa etária a partir dos 65 anos (mais de 70%).

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) explica o que a tensão arterial “resulta da pressão que o sangue exerce sobre as paredes das artérias. Vários fatores, de cariz genético ou ambiental, contribuem para o aumento da tensão, podendo culminar em hipertensão arterial.” E relembra que “a hipertensão arterial potência o risco de ataques cardíacos, derrames cardiovasculares e insuficiência renal. Pode ainda causar cegueira, irregularidades do ritmo cardíaco e insuficiência cardíaca. O risco de desenvolver estas complicações é maior na presença de outros fatores de risco cardiovasculares, tais como a diabetes.”

A hipertensão é uma doença “silenciosa” visto que geralmente, não provoca qualquer sintoma nos primeiros tempos de evolução da doença e quando eles, os sintomas, surgem por vezes já existem complicações, algumas delas graves, em órgãos como o cérebro, rins e coração.
Em geral, os sintomas silenciosos são: dores de cabeça, tonturas, zumbidos, aumento dos batimentos cardíacos, dor no peito e falta de ar

A hipertensão arterial pode ser provocada por condições e patologias, mas existem outros fatores de risco que podem causar a doença: stress, excesso de Peso (obesidade), consumo exagerado de sal, açúcar ou álcool, tabagismo, sedentarismo e o colesterol elevado.

A pressão arterial elevada pode ser prevenida e tratada, para isso basta que se adotem hábitos de vida saudáveis tais como:

  • Reduzir a ingestão de sal;
  • Optar por uma dieta equilibrada;
  • Evitar o uso nocivo do álcool;
  • Praticar atividade física de forma regular;
  • Manter um peso corporal saudável;
  • Evitar o uso de tabaco.

 

Leia também