Covid-19: Consultas e cirurgias não urgentes retomadas progressivamente na próxima semana

As atividades médicas não urgentes irão ser progressivamente retomadas a partir do final da próxima semana, segundo revelou a ministra da saúde.

O retomar daquelas atividades irá iniciar-se pelos casos mais prioritários e será acompanhado de um reforço do material de proteção dos profissionais, de higienização e de reorganização de locais de espera.

“O que vamos fazer, nos próximos dias, é o reagendamento da atividade assistencial não realizada. Daremos prioridade aos casos com indicação clínica para tal, numa avaliação que vai ter de ser feita em articulação com prestadores de serviços de saúde. É mais um desafio para o Serviço Nacional de Saúde”, disse Marta Temido, que adiantou ter ocorrido em março, uma quebra de 180 mil consultas hospitalares programadas e que nos cuidados primários, essa quebra atingiu as 300 mil consultas, realizaram-se menos nove mil cirurgias. O recurso às urgências baixaram 11,5% e o serviços de emergência médica registaram menos 300 acionamentos por dia.

   

Leia também