Dakar 2020 | O português melhor classificado é o co-piloto Mafrense Paulo Fiúza

O Dakar 2020 decorre este ano pela 1ª vez na Arábia Saudita. A prova iniciou-se dia 05 de janeiro e irá terminar no próximo dia 17 de janeiro.

 

Depois do dia de descanso, realizou-se hoje a 7ª etapa do Dakar 2020, etapa que ficou marcada pelo acidente mortal do piloto Português Paulo Gonçalves.

Foram 14 os portugueses que iniciaram esta aventura – 6 em motas, 4 em carros, 1 em SSV e 3 em camiões – no passado dia 5 de janeiro, mas 6 já não se encontram em prova.

 

As desistências até ao momento foram:
Motos:
Joaquim Rodrigues: abandonou na 1ª etapa devido a um problema elétrico
Sebastian Bühler (luso-germânico): abandonou na 6ª etapa de pois ter partido motor

Carros:
Ricardo Porém / Manuel Pórem: a única dupla totalmente portuguesa abandou a prova na 5ª etapa após um problema com a caixa de velocidades

Camiões (todos so portugueses em prova são mecânicos):
Francesc Ester Fernandez / Jean-François Cazeres / José Martins: abandonaram na 2ª etapa
Jordi Ginesta / Marc Dardaillon / Armando Loureiro: abandonaram na 2ª etapa

 

O português melhor classificado é o co-piloto Mafrense Paulo Fiúza que faz dupla com o Stéphane Peterhansel e ocupam o 3º lugar da classificação geral nos carros.

 

No final da etapa de hoje, que ligou Riad a Wadi Al Dawasir, num total de 741 km, a classificação geral dos portugueses ainda em prova é a seguinte:

Motos:
29º lugar – António Maio
34º lugar – Fausto Mota
37º lugar – Mário Patrão

Carros:
3º lugar – Stéphane Peterhansel / Paulo Fiúza
20º lugar – Benediktas Vanagas / Filipe Palmeiro

SSV:
5º lugar – Conrad Rautenbach / Pedro Biachi Prata

Camiões:
25º lugar – Mathias Behringer / Stefan Henken / Bruno Sousa

 

Amanhã a 8ª etapa conta com um total de 477 km dos quais 239 km são cronometrados.

 

[Imagem: Dakar2020]

Artigos Relacionados