Assinalam-se hoje 21 anos sobre a data da entrega do Prémio Nobel a José Saramago

Foi na tarde de 10 de dezembro de 1998, na Casa dos Concertos, em Estocolmo, que decorreu a sessão solene de entrega do Prémio Nobel de Literatura, prémio entregue pela primeira vez – e única até ao momento – a um escritor português.

Foi a 8 de outubro de 1998 que a Academia Sueca divulgou que nesse ano o Prémio Nobel da Literatura iria ser entregue a um português, José Saramago.

A escolha de Saramago deveu-se à “(…) sua capacidade de tornar compreensível uma realidade fugidia, com parábolas sustentadas pela imaginação, pela compaixão e pela ironia”.

A arte romanesca multifacetada e obstinadamente criada por Saramago, confere-lhe um alto estatuto. Em toda a sua independência Saramago invoca a tradição que, de algum modo, no contexto actual, pode ser classificada de radical. A sua obra literária apresenta-se como uma série de projectos onde um, mais ou menos, desaprova o outro, mas onde todos representam novas tentativas de se aproximarem da realidade fugidia.”
[Academia Sueca]

Em 2016 a Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra recebeu a cerimónia do Lançamento da reedição do Memorial do Convento de José Saramago, romance a que a Academia Sueca se refere, em 1998, como sendo “o romance que o vai tornar célebre. É um texto multifacetado e plurissignificativo que tem, ao mesmo tempo, uma perspectiva histórica, social e individual. A inteligência e a riqueza de imaginação aqui expressadas caracterizam, de uma maneira geral, a obra saramaguiana”.

Sobre a cerimonia de 2016, em Mafra, aqui ficam algumas imagens.

 

[Imagem de capa © The Nobel Museum]

Artigos Relacionados