1 de novembro dia de Todos os Santos e dia de “Pão por Deus”

[sg_popup id=”24045″ event=”onLoad”][/sg_popup]

1 de novembro dia de Todos os Santos e dia de “Pão por Deus”

 

Na manhã do dia 1 de novembro, dia de Todos os Santos, as crianças saem à rua, de porta em porta, sozinhas ou em pequenos “bandos”, para pedirem o “Pão por Deus” e ao final da manhã, regressam a casa com os sacos de pano cheios de pão, broas, bolos, romãs, doces e guloseimas.

Esta manhã, pelas ruas da vila de Mafra, cumpriu-se mais uma vez a tradição, vários grupos de crianças munidos de sacos de pano ou de sacos de plástico, lá andavam a bater à porta das lojas, dos cafés, dos restaurantes e dos vizinhos.

Segundo reza a história, esta tradição surgiu “um ano após o grande terramoto de 1755 – que destruiu parte da cidade de Lisboa – e coincidindo esta data com o Dia de Todos os Santos, a população aproveitou a festividade religiosa para organizar um peditório. A intenção era a de começar uma tradição que lembrava os seus mortos.

As pessoas percorreram assim toda a capital, batendo às portas e pedindo qualquer esmola, mesmo que fosse apenas pão. Nesta época, a fome e a miséria sentiam-se pela cidade. Dado o desespero, as pessoas pediram “Pão, por Deus”. Em troca, muitos pedintes receberam pão, bolos, vinho e outros alimentos para honrar os seus mortos e pedir pela sua alma – por isso, este dia também é conhecido como o “Dia do Bolinho“.”

 

Artigos Relacionados