SMAS de Sintra reduz frequência da recolha de resíduos devido à falta de combustível

O SMAS de SINTRA emitiu, esta tarde, um comunicado sobre a situação da recolha de resíduos devido à greve dos motoristas de transportes de matérias perigosas.

Devido à falta de combustível para o abastecimento da frota automóvel, os Serviços Municipalizados vão “reduzir a frequência da recolha de resíduos” motivo pelo qual apelam à população que “reduza a quantidade de resíduos produzidos e acondicione bem os resíduos no contentor doméstico de forma a permitir maior capacidade” e que “se proceda à correta separação e deposição nos ecopontos, para não sobrecarregar os contentores de indiferenciados”.

Esta decisão surgiu do fato de ser desconhecida a duração da greve dos motoristas de matérias perigosas e de os Serviços Municipalizados se encontram com “dificuldades na obtenção de combustíveis” sendo que para garantir o normal funcionamento, os SMAS de Sintra utilizam cerca de 4500 litros de combustível diariamente.

 

[imagem: SMAS Sintra]

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados