Portugal está em 13.º lugar no ranking de saúde europeu

Tendo como base indicadores como direitos e informação dos pacientes, acessibilidade, resultados, diversidade e abrangência dos serviços prestados, prevenção e produtos farmacêuticos, a A Euro Health Consumer Index classifica anualmente 35 serviços nacionais de saúde na Europa.

No ano passado, Portugal obteve 754 pontos, mais 7 tempos que em 2017, o que permitiu ao nosso pais subir um lugar no ranking, ocupando agora o 13º lugar.

No relatório pode ler-se “13.º, 754 pontos. Forte desempenho, ganhando mais pontos do que em 2017, apesar dos critérios de pontuação mais apertados em 2018”.

Esta subida para o 13º lugar deve-se ao “forte desempenho”que o Serviço Nacional de Saúde demonstrou em 2018, faltando ainda melhorar os tempos de agendamento de consultas e as infeções hospitalares.

Portugal é:
– o 2º pior no acesso a cuidados primários. São necessários, em média, 15 dias para que um utente consiga uma consulta médica, nomeadamente em centros de saúde.
– o 4º pior classificado em relação a infeções hospitalares, adquiridas sendo resistentes.
– é o 7º País com maior tempo de espera para tratamentos de cancro
– o 2º pior nas carências não satisfeitas em exames dentários

No 5 primeiros lugares deste ranking estão Suíça (893 pontos), Holanda (883), Noruega (857), Dinamarca (855) e Bélgica (849).

No final do ranking, os pior classificados, são Albânia (544 pontos), Roménia (549), Hungria (565), Polónia (585) e Bulgária (591).

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados