11 de fevereiro é o Dia Europeu do 112

112 scaled

11 de fevereiro é o Dia Europeu do 112

 

Assinala-se, anualmente, a 11 de fevereiro, o Dia Europeu do 112.

Criado em 1991, o Número Europeu de Emergência 112, é desde 2008 o único número de emergência que pode ser usado de qualquer telefone fixo, móvel ou telefone público, permitindo aceder gratuitamente aos serviços de emergência, em qualquer país da União Europeia.

Em Portugal o número europeu de emergência 112 é atendido em primeira linha por uma Central de Emergência da Polícia de Segurança Pública (PSP) e conta com um Centro de Coordenação Nacional e 4 Centros Operacionais (norte, sul, Açores e Madeira). Estes Centros Operacionais garantem o atendimento regionalmente das chamadas, efetuando a triagem e o encaminhamento das mesmas para a entidade com responsabilidade na sua resolução (forças de segurança, apoio médico, bombeiros, entre outros).

Segundo dados da PSP, o serviço 112 em Portugal, no ano de 2023, recebeu 6,95 milhões de chamadas, das quais 4,93 milhões foram atendidas.(1)

Dos contactos recebidos:

  • 1,39 milhões de chamadas foram registadas como emergências
  • 142,4 mil chamadas foram consideradas como não ocorrências
  • 1,26 milhões como chamadas falsas

Cerca de 86% do total das emergências registadas pelo serviço 112, em 2023, relacionavam-se com o pedido de auxílio em casos de doença ou trauma com risco de vida, ou necessidade imediata de assistência médicos. Os restantes motivos de contacto para o serviço 112 foram para alertas de crimes, acidentes nas estradas e incêndios.

As emergências que devem ser reportadas para o 112 são as situações que envolvam:

  • Pessoas em risco de vida ou necessidade imediata de assistência médica
  • Crimes a decorrer ou que acabaram de acontecer
  • Incidentes graves (inundações, aluimentos, incêndios, acidentes rodoviários graves ou que impliquem riscos para a circulação)
  • Descoberta de crianças e adultos perdidos (aderentes aos programas da PSP – Estou Aqui crianças e Estou Aqui adultos).

Em qualquer outra situação, o cidadão deverá contactar diretamente a esquadra ou corpo de bombeiros local. Nas situações relacionadas com a saúde, deverá ser contactado o Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde – SNS 24, através do 808 24 24 24.

O que fazer quando ligar para o 112

Informe, de forma simples e clara:
– A localização exata e, sempre que possível, com indicação de pontos de referência. Esta localização é imprescindível para enviar a ajuda necessária, devendo ser o mais completa possível;
– O número de telefone do qual está a ligar;
– O tipo de situação (doença, acidente, parto, etc.);
– O número, o sexo e a idade aparente das pessoas a necessitar de socorro;
– As queixas principais e as alterações que observa.
Só assim é possível o INEM enviar os meios de socorro adequados à condição clínica das vítimas, ajuda que pode passar pelo acionamento de Ambulâncias de Emergência ou Socorro, Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação, Motociclos de Emergência Médica, Helicópteros de Emergência Médica, entre outros.

O que não fazer quando ligar para o 112

  • Nunca desligar a chamada de emergência até que lhe digam que o pode fazer;
  • Não fazer chamadas falsas para o 112. Use este número apenas em caso de emergência.
    Para ajudar, basta manter a calma e responder às questões colocadas pelos operadores, seguindo todas as indicações.

Assinala-se hoje também o Dia Mundial do Doente, data que foi instituída em 1992, pelo Papa João Paulo II.

 

(1) Chamadas não atendidas correspondem a chamadas abandonadas por quem liga o 112 antes de ser atendido por um operador ou a toques acidentais no número.

Leia também

Deixe um comentário