Autárquicas 2021 | Mafra – PAN apresentou ontem a sua candidatura

 

Numa sessão de apresentação ao ar livre, como se esperaria de um partido que tem a ecologia como um dos seus pontos programáticos, o PAN apresentou ontem no Parque Municipal Ministro dos Santos em Mafra – local que a líder nacional do PAN, no seu discurso, confundiu duas vezes com a Tapada Nacional de Mafra – a sua candidatura às Autárquicas de setembro.

Com todos os candidatos a ser apresentados por Matilde Batalha, a anterior deputada municipal desta força política, que se candidata, desta vez, em 3.º lugar na lista, devendo assim, abandonar a lide política ativa na próxima legislatura autárquica.

Jorge Alcobia é o cabeça de lista do PAN à Câmara Municipal de Mafra. Tem 69 anos, nasceu em Almada e reside em Mafra há 22 anos, desempenhando funções como gestor de qualidade numa empresa da área financeira. Ex-oficial da Força Aérea Portuguesa, participou no 25 de Abril de 1974. Foi dirigente desportivo de futebol juvenil em vários Clubes do Concelho de Mafra e colabora, com associações de proteção animal.

Jorge Alcobia defendeu um apoio mais sólido às associações de proteção animal, a realização de uma campanha contra o acorrentamento de cães, a criação do cheque-veterinário, o alargar do apoio às famílias carenciadas através da concessão de vales alimentares, intensificar a vigilância e o acompanhamento das vítimas de violência doméstica e tornar Mafra num concelho livre de qualquer atividade que promova o divertimento através da utilização de animais.

Nas últimas legislativas, Jorge Alcobia foi cabeça de lista em Portalegre e integra a Comissão Política Concelhia de Mafra, a Comissão Política Distrital de Lisboa, sendo também membro da Comissão Política Nacional do PAN.

O PAN apresenta Ricardo Vicente como cabeça de lista à Assembleia Municipal de Mafra. Com 48 anos, natural do Estoril, a residir em Mafra há 12 anos, é engenheiro do ambiente, trabalhando atualmente no setor energético. Integra a Comissão Política Concelhia de Mafra, a Comissão Política Distrital de Lisboa e a Comissão Política Nacional do PAN.

Ricardo Vicente focou a sua intervenção na necessidade de aumentar a participação das pessoas na gestão da coisa pública, na necessidade de salvaguardar o bem-estar animal e o equilíbrio ecológico, fazendo a transição para um sistema alimentar sólido e resiliente baseado na agricultura biológica, defendeu a introdução progressiva de alimentos biológicos nas escolas locais.

O PAN só se apresentará à Assembleia de Freguesia de Mafra, tendo João da Fonseca como cabeça de lista. Tem 35 anos, natural de Lamego a residir em Mafra desde 2015, frequenta uma licenciatura em Administração Pública e Políticas do Território na Universidade de Lisboa (ISCSP). Foi agente da Polícia Municipal da Amadora e instrutor de processos no gabinete jurídico do estabelecimento prisional do Linhó, estando em fase de transição para assumir funções como Assistente Técnico na Direção-Geral dos Recursos Naturais e Marítimos.

João da Fonseca defendeu a necessidade de, também ao nível da freguesia, tomar medidas contra as alterações climáticas, de aumentar a compostagem no concelho de Mafra e de impulsionar a reciclagem porta a porta.

Inês de Sousa Real, líder nacional do PAN, num discurso escrito, mostrou-se confiante na obtenção de bons resultados nacionais e locais, tendo-se focado nas ideias base que enformarão a campanha, ideias que se baseiam fundamentalmente no tratamento “humano” dos outros animais, na defesa da agricultura biológica mais saudável e no desenvolvimento de políticas ambientais que ultrapassem a visão utilitarista que se tem vindo a afirmar na sociedade global.

Atualizado em 11-7-2021 às 14:11

 

 

   

Leia também