Torres Vedras | Visitas gratuitas aos trabalhos arqueológicos do “Tholos”, no Barro

 

No âmbito das Jornadas Europeias de Arqueologia, o Museu Municipal de Torres Vedras promove, no próximo domingo, visitas às escavações arqueológicas que decorrem no Tholos do Barro, 112 anos após a sua descoberta e os primeiros trabalhos arqueológicos que aí tiveram lugar.

Data: 20 de junho
Hora: 16h00 e as 19h00
Local: Tholos do Barro, Monte da Pena, Barro

A campanha que está a decorrer este ano no Tholos do Barro pretende reestudar este monumento, promover a sua salvaguarda e melhorar as condições de visita ao local, classificado como Monumento Nacional desde 1910.

De referir que o Tholos do Barro é um sepulcro coletivo, do III.º milénio a. C., descoberto no início de 1909 pelo eminente arqueólogo francês Paul Bovier-Lapierre. As primeiras escavações arqueológicas realizadas nesse local tiveram lugar logo em 1909, sob o patrocínio do Museu Etnológico Português e a direção de Félix Alves Pereira, e com a colaboração de Paul Bovier-Lapierre e Eugénio Jalhay, então residentes no Colégio do Barro. Os trabalhos na altura realizados identificaram um sepulcro coletivo, do tipo tholos, formado por uma câmara circular, com cerca de 6m de diâmetro e teto em falsa cúpula, cujo acesso era feito por um corredor, com uma extensão aproximada de 4m, na altura ainda fechado pela laje original. A entrada do corredor, orientada a sul, sobressaía de um tumulus de terra que cobria originalmente o tholos, com cerca de 13m de diâmetro. O Tholos do Barro é o maior e mais bem conservado sepulcro de falsa cúpula do país.

Mais informações sobre as visitas ao Tholos do Barro que se realizarão no próximo domingo, as quais são gratuitas, podem ser obtidas pelo e-mail: museu@cm-tvedras.pt.

 

[Imagem: CMTV]

   

Leia também