Mafra | Presumível abusador de crianças foi detido pela PJ

PUB

Na 3.ª feira, a Polícia Judiciária (PJ), através da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, deteve um homem, de 20 anos, por fortes indícios da prática dos crimes de pornografia infantil, violação agravada, coação sexual e importunação sexual.

Após ter sido presente a primeiro interrogatório judicial, O homem ficou em prisão preventiva.

A investigação permitiu recolher fortes indícios de que o homem se terá aproveitado da amizade que tinha com a irmã da vítima, à data com 12 anos, para se aproximar desta.

Frequentando a sua casa, o homem ter-se-á apoderado de fotos da menor sem roupa, com as quais terá feito chantagem, com o objetivo de manter relações sexuais com a menor, ameaçando divulgá-las. A menina terá recusado e o predador chegou mesmo a divulgar algumas fotos nas redes sociais (Whatsapp), continuando a ameaçar a menor.

Entre julho de 2019 e março do ano passado, o homem terá atingido o seu objetivo, tendo praticado atos sexuais com a vítima – contra a sua vontade e sem o seu consentimento, violando a sua liberdade sexual.

A menina, agora com 13 anos, terá denunciado as agressões na escola que frequentava. O arguido terá ainda abordado outra menor, agarrando-a e beijando-a contra a sua vontade, nas imediações da escola que a menina frequentava.

A PJ refere que os factos foram praticados no distrito de Lisboa, mas o Correio da Manhã avança que os mesmos terão ocorrido em Mafra.

 

Leia também