Detidos suspeitos por furtos e roubos em estabelecimentos no distrito de Lisboa (Malveira e Pêro Pinheiro)

Foram detidos três indivíduos pelo Núcleo de Investigação Criminal de Sintra por serem “suspeitos da prática de crimes de roubo e furto qualificado, no distrito de Lisboa”.

Depois de ter conhecimento de dois roubos nas localidades de Pêro Pinheiro e Malveira, os militares do Núcleo de Investigação Criminal de Sintra (GNR), encetou diligências que permitiu “intercetar e deter os suspeitos, os quais tinham na sua posse quatro talões de jogo, 85 euros em numerário e três telemóveis, provenientes dos roubos”.

O grupo terá efetuado “35 furtos e roubos, dois dos quais à mão armada e sete com recurso arma branca, tendo realizado mais de 45 mil euros em apostas” em várias localidades no distrito de Lisboa.

O modus operandi deste grupo era “deslocavam-se a estabelecimentos com jogos da Santa Casa da Misericórdia, e apostavam no “Placard”, em quantias muito elevadas, com valores médios de 1 400 euros. Após os funcionários efetuarem os registos das apostas, os indivíduos encetavam de imediato a fuga sem pagar, ou ameaçavam os mesmos com recurso a armas de fogo ou armas brancas, obrigando os lesados a entregar os boletins de jogo. Posteriormente, e no caso de terem sucesso nas apostas, levantavam o valor do prémio”.

Os 3 homens, todos com antecedentes pela prática dos mesmos crimes – um encontrava-se a cumprir a medida de coação de apresentações periódicas, pela prática de roubos, outro cumpriu a medida de coação de prisão preventiva, no Reino Unido, pela prática de furtos e roubos e o terceiro tem antecedentes de furtos e roubos -, foram, ontem, presentes ao Tribunal Judicial de Sintra tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva pelo que foram “conduzidos ao Estabelecimento Prisional de Caxias”.

 

 

Siga-nos nas redes sociais

Artigos Relacionados