Barbara Furtuna e o “O Canto da Córsega” no Festival de Sintra

Nos dias 19 e 20 de junho, na Igreja de Colares e no Palácio Nacional de Sintra, sempre às 21h00,  o Festival de Sintra apresenta o quarteto vocal de canto polifónico Barbara Furtuna, com o  “O Canto da Córsega”, em dois concertos. Reconhecidos internacionalmente como fiéis depositários do canto polifónico masculino ‘a cappella’ de tradição oral, conhecido por ‘cantu in paghjella’ que, desde 2009, integra a lista do Património Cultural Imaterial da UNESCO,os Barbara Furtuna trazem a riqueza e a ancestralidade deste repertório único baseado nas tradições sacras e profanas…

Ler mais

Transferência de competências na área da Cultura para 8 autarquias

O Ministério da Cultua anunciou ontem que 8 municípios assinaram os autos que formalizam a transferência de competências de gestão, valorização e conservação de vários equipamentos culturais, do estado, para as autarquias. Os Municípios de Belmonte, Celorico de Basto, Idanha-a-Nova, Marco de Canaveses, Mesão Frio, Montemor-o-Velho, Penacova e Portimão foram os primeiros concelhos do país a dar este passo de descentralização. A cerimónia, que decorreu na Sé Catedral de Idanha-a-Velha, contou com a presença da Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, da Ministra da Cultura,…

Ler mais

Morreu o cantautor Pedro Barroso pai do também cantor Nuno Barroso

Autor, compositor e cantor, o cantautor Pedro Barroso, de 69 anos, estava internado no Hospital da Luz desde 7 de março, encontrando-se doente há já algum tempo, surgindo agora a notícia do seu falecimento, que terá acontecido ontem no hospital onde estava internado. Pedro Barroso, de 69 anos, era pai de Nuno Barroso, também artista da área da música, residente no concelho de Mafra, membro da Assembleia de Freguesia da carvoeira pelo PS e dinamizador musical do Rotary de Mafra. ‘Menina dos Olhos de Água’ ou ‘Viva Quem Canta’, são…

Ler mais

DGPC (Direcção-Geral do Património Cultural) | Ministra substitui Paula Silva por Bernardo Alabaça um especialista na área do imobiliário

A arquitecta Paula Silva assumiu a Direção Geral do Património Cultural (DGPC) em 2016, e sai agora da direção geral, sem que sejam dadas explicações cabais. No comunicado emitido pelo Ministério da Cultura onde se anunciam as alterações que irão ocorrer a 24 de fevereiro, pode ler-se, simplesmente “o Governo está, portanto, empenhado na implementação de um novo ciclo de políticas públicas para o património cultural e para as artes. Este novo ciclo exige uma nova equipa para a Direção Geral do Património Cultural (DGPC), constituída por uma complementaridade de…

Ler mais