Guilherme Gomes é o novo diretor artístico do Teatro-Cine de Torres Vedras

 

Em janeiro deste ano abriu um concurso limitado por prévia qualificação, para a aquisição de serviços de direção artística para o Teatro-Cine de Torres Vedras (ver aqui).

Foram três as entidades concorrentes (Lopes Biernat Production, Unipessoal Lda, Guilherme Machado Carvalho de Figueiredo Gomes e Luís Pedro Henrique Mendes Soldado), tendo a escolha da câmara de Torres Vedras recaído sobre Guilherme Gomes.

A autarquia e Guilherme Gomes assinaram contrato no passado dia 30 de junho e o novo diretor artístico do Teatro-Cine de Torres Vedras foi apresentado publicamente na semana passada.

Guilherme Gomes ficará 1096 dias (3 anos) como diretor artístico de Teatro-Cine de Torres Vedras auferindo um salário mensal de 2.000,00€, totalizando 72.000,00€ no final do contrato.

Na sua apresentação, Guilherme Gomes, afirmou que “o Teatro quer ser um bom parceiro de artistas, de público e de instituições”.

Quanto à programação do Teatro-Cine de Torres Vedras, o novo diretor artístico pretende adicionar às linhas de programação, para além de teatro, dança, música e cinema.

Para 2023, as novidades passam por um o clube de leitura de peças de teatro “Inventar a palavra”, um podcast “Diário de escuta” e a abertura da convocatória para projetos que pretendam concorrer à bolsa de criação para as artes performativas “Matriz”.

Ainda para este ano, está prevista a criação de um podcast, gravado ao vivo na edição deste ano do Acordeões do Mundo – Festival Internacional de Acordeão de Torres Vedras.

Guilherme Gomes acrescentou ainda, que para o próximo ano está a ser preparado o projeto “Diagonal”, explicando que serão identificadas “duas freguesias por ano e vamos em diálogo com elas dividir a ação do Teatro-Cine entre o litoral, a cidade e o interior. Ao fim de um ano, criada a relação, criados os mecanismos, criado o sonho, rodamos o eixo e vamos procurar outros dois polos artísticos para ativar”.

Guilherme Gomes substitui João Garcia Miguel, que em 2022 deixou o Teatro-Cine para assumir a direção do Centro de Artes e Criatividade de Torres Vedras.

[Imagem: CMTV]

Leia também

Deixe um comentário