IPMA | Depressão FIEN vem ai com frio, neve e agitação marítima

 

A partir de amanhã, dia 16 de janeiro, o estado do tempo em Portugal continental será “influenciado pela ação conjunta de um anticiclone localizado na região dos Açores e pelo cavamento da depressão FIEN”.

Quem o diz é o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) acrescentando que a depressão formada “a sul das Ilhas Britânicas, induzindo uma forte corrente de noroeste sobre o continente, transportando uma massa de ar marítima de origem polar”.

O Comunicado do IPMA é o seguinte:

Assim, no dia 16 prevê-se uma intensificação do vento de oeste/noroeste, que soprará forte no litoral oeste, com rajadas até 80 km/h, e muito forte nas terras altas, com rajadas que poderão superar os 100 km/h.

Em consequência, a agitação marítima irá aumentar, esperando-se a partir de dia 16 ondas de noroeste com 5 a 7 metros de altura significativa, e que poderão atingir alturas máximas até 12 metros, na costa ocidental, em especial a norte do Cabo Raso.

Prevê-se igualmente a passagem de superfícies frontais frias associadas à depressão FIEN, que deixarão precipitação no continente, em especial nas regiões Norte e Centro, e que serão de neve no dia 16 nos pontos mais altos da Serra da Estrela, descendo a cota para 900/1100 metros de altitude no Norte e Centro no dia 17 e para os 600/800 metros no dia 18, podendo acumular quantidades significativas.

A temperatura irá sofrer uma diminuição, que será mais acentuada nos dias 17 e 18, com valores de temperatura mínima abaixo dos 5°C na generalidade do território, sendo entre -5 e 0°C no interior Norte e Centro, e entre 5 e 8°C nas regiões do litoral. A temperatura máxima deverá oscilar entre 5 e 12°C na generalidade do território, sendo até 14°C no litoral da região Sul e podendo ser inferior a 5°C em alguns pontos do interior Norte e Centro. Salienta-se que o desconforto térmico será acentuado pelo vento forte que se irá fazer sentir.

 

 

Leia também

Comentário