Edward Ayres de Abreu designado para Diretor do Museu Nacional da Música

 

A Direção-Geral do Património Cultural acaba de informar que Edward Ayres de Abreu foi designado para Diretor do Museu Nacional da Música.

Na sequência da abertura, em 2020, de Concursos Públicos Internacionais para o preenchimento de cargos de direção nos Museus, Monumentos e Palácios Nacionais, a Direção-Geral do Património Cultural informa que foi concluído mais um procedimento concursal, que levou à designação de Edward Ayres de Abreu como Diretor do Museu Nacional da Música a partir de 1 de setembro de 2022.

Edward Ayres de Abreu tem 33 anos, é musicólogo, gestor e compositor.

É diplomado pela Escola Superior de Música de Lisboa (Composição, licenciatura), Universidade NOVA (Ciências Musicais, mestrado e doutoramento) e AESE Business School (Executive MBA). Foi bolseiro da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, da Imprensa Nacional — Casa da Moeda e da AESE Business School.

Foi distinguido com o 2.º Prémio do Concurso Otto Mayer-Serra (2017), da Universidade da Califórnia, Riverside, e com o Prémio Joaquim de Vasconcelos (2019,) da Sociedade Portuguesa de Investigação em Música. É, desde 2021, 2.º Vogal da Direção da Sociedade Portuguesa de Investigação em Música. Foi membro integrado do CESEM, Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical, iniciando em 2022 um projeto de pós-doutoramento no âmbito do INET-md, Centro de Estudos em Música e Dança, pólo da Universidade de Aveiro.

Fundou e dirigiu (2009-2022) o MPMP Património Musical Vivo, plataforma distinguida com o Prémio de Música Sequeira Costa (2018) pela Fundação Mirpuri. No âmbito do MPMP concebeu e coordenou diversos projetos editoriais e de programação musical.
Como musicólogo colaborou com a Fundação Calouste Gulbenkian, o Teatro Nacional de São Carlos e a Casa da Música.

Edward Ayres de Abreu substitui Graça Maria de Rezende Mendes Pinto Drummond Ludovice que estava no cargo desde 2014.

 

[imagem:FB]

Leia também

Comentário