Mafra | Associação do Comércio do Concelho bloqueia negociação do Contrato Colectivo de Trabalho

 

Em comunicado, o CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal, refere que a Associação Retalhista do Concelho de Mafra tem vindo a bloquear a negociação do Contrato Colectivo de Trabalho (CCT) para os trabalhadores do comércio retalhista deste concelho.

“Desde 2018 que esta associação insiste em não negociar o Contrato Colectivo de Trabalho para os trabalhadores do comércio retalhista deste concelho.”

Em junho o CESP solicitou um pedido de reunião, “mas não houve interesse da associação patronal em reunir com os representantes dos trabalhadores”.

As propostas apresentadas pelo CESP são as seguintes:

  • Horários de Trabalho – Redução para as 39h semanais
  • Subsídio de Alimentação – 5€/dia a partir de 01/01/2022
  • Gozo de Férias – 25 Dias úteis
  • Tabela Salarial (remunerações mínimas):

 

O CESP  refere que “tendo em conta, a falta de “tempo” da Associação para seguir com a negociação” vai solicitar de imediato reunião à Direção Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) de modo a poder negociar o CCT no concelho de Mafra.

Leia também

Comentário