Torres Vedras | Recriação Histórica – Feira Casal de São Pedro em Dois Portos (programa)

 

Domingo é dia de Feira Casal de São Pedro em Dois Portos, um “evento medieval encontrará vários petiscos, vinho e doçaria da região, alguns momentos de recriação histórica e muita animação”.

Foi a 20 de março de 1293 que el-rei D. Dinis, O Lavrador, concedeu a Torres Vedras a sua primeira “Carta de Feira”.

 

Data: 19 de junho
Local: Casal de São Pedro, Dois Portos

Programa:

10h00 – Missa em homenagem a São Pedro
Local:  Igreja S. Pedro, Dois Portos

11h30 – Bênção dos animais

12h00 – Abertura oficial da Feira Casal de São Pedro

12h00 – Atuação do Rancho Folclórico Etnográfico Danças e Cantares do Furadouro

12h30 – Animação“A mulher da fome” (Safaneta Clown)

Ai … que tenho fome.

Do que será que tem fome?

Vagueia de lá para cá de cá para lá.

Diz a quem passa o que se passa consigo.

Fala da fome da vida?

Fala da falta?

Que fome tem?

Fala daquilo que não tem para que tem.

Ou daquilo que tem para quem não tem?

A fome.

Que fome?

 

14h30 – Animação “O Tuk Tuk de outros tempos” (Trupe Os Almeidas)

A nossa deambulação, levada a efeito por três personagens, será apoiada por uma carroça e por momentos lúdicos de animação, malabarismo, equilibrismo, tendo o público como enfoque de toda a ação.

Pretendemos que a deambulação não seja apenas uma passagem fugidia pelos vários espaços do evento, mas sim, momentos memoráveis para o público que o visita.

15h30 – Animação “A mulher da fome” (Safaneta Clown)

16h30 – Animação “O Tuk Tuk de outros tempos” (Trupe Os Almeidas)

17h30 – Animação“A mulher da fome” (Safaneta Clown)

18h00 – Espetáculo “A Princesa é minha” (Trupe Os Almeidas)

O espetáculo baseia-se na história de vida de três personagens que movidos por um forte espírito aventureiro, ainda nem sequer eram nascidos e já percorriam o mundo aos solavancos do andar da carroça.

Nascidos no grandioso Reino dos Almeidas, estes descendem de uma família de saltimbancos, criados ao sabor do vento e tempestades.

19h00 – Animação “A mulher da fome” (Safaneta Clown)

Um belo e triste dia eis que chega uma inesperada notícia, a mais formosa e requintada donzela princesa tinha sido raptada. É aqui que se dá o início de uma grande aventura à procura daquela que viria a ser o grande amor de ambos os três.

No desenrolar da história são várias as peripécias que estes três personagens protagonizam, para tal, recorrem às técnicas cénicas ao malabarismo, ao equilibrismo e à magia, tudo isto com uma forte componente cómica, e assim transportando o público para o seu imaginário.

 

[Imagem do cartaz/ montagem capa: Jornal de Mafra]

Leia também

Comentário