Polícia Judiciária deteve suspeito de esfaqueamento mortal em Torres Vedras

 

A Polícia Judiciária (PJ) procedeu à identificação, localização e detenção fora de flagrante delito, de um homem português, com 22 anos, por “existirem fortes indícios da prática de um crime de homicídio em concurso com um crime de detenção e uso de arma proibida, sendo vítima um homem, também português, com 32 anos de idade”.

Os crimes ocorreram no sábado passado na zona histórica da cidade de Torres Vedras.

De acordo com a PJ “diligências efetuadas permitiram determinar que o homicídio ocorreu na sequência de um conflito entre indivíduos que se conheciam e que, durante a noite do dia anterior e madrugada seguinte, estiveram em confraternização, gerando-se, pela manhã, uma situação de altercação entre o agressor e a vítima, que veio a culminar na prática de agressões graves, por parte do agressor sobre a vítima, com recurso ao uso de uma arma branca, provocando-lhe assim a morte”.

Durante as diligências, a PJ conseguiram esclarecer as “circunstâncias da prática do crime, bem como a recolha de suporte probatório relativo à autoria dos crimes praticados, culminado com a detenção fora de flagrante delito do suspeito”.

Após ter sido presente a primeiro interrogatório judicial foi aplicada ao detido a medida de coação de prisão preventiva.

Leia também