Covid-19 | Câmara de Torres Vedras não adotará teletrabalho entre 10 e 14 de janeiro

 

Alertados por uma leitora referindo que “presidente da câmara de Torres Vedras manda funcionários regressarem aos seus postos na segunda-feira, 10 de janeiro“, tendo também abolido “o regime de “equipas em espelho”, o qual permitia “que as salas de trabalho nunca estivessem com mais de metade da lotação“.

Ainda, segundo a leitora que contactou o Jornal de Mafra, a ordem para que na próxima semana se adote o regime de trabalho presencial na Câmara de Torres Vedras terá sido comunicada aos funcionários a 6 de janeiro pela chefe de gabinete da presidência. Recorda a nossa leitora, que “apesar de os funcionários desta autarquia já terem sido vítimas de mais do que um surto de Covid, que contagiou várias dezenas de trabalhadores devido à proximidade de contacto, a Presidente não hesita em contrariar as condições de prevenção determinadas pelo Governo precisamente na semana em que se prevê que a pandemia atinja o seu auge, em Portugal“.

A nossa leitora defendia que a decisão de retomar o trabalho presencial contrariaria absolutamente a resolução do Conselho de Ministros: “No teletrabalho, a obrigatoriedade é prolongada até dia 14 [de janeiro] e a partir do dia 14 há uma recomendação da manutenção do teletrabalho”.

Contactada a Câmara Municipal de Torres Vedras, aquela entidade afirma que ao invés de contrariar as decisões do Conselho de Ministros, tratar-se-á, de cumprir aquelas determinações, uma vez que “a Resolução do Conselho de Ministros n.º 157/2021, de 27 de novembro, com a redação dada pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 181-A/2021, de 23 de dezembro, determina a aplicação de teletrabalho obrigatório às empresas e à administração direta e indireta do Estado e a recomendação da sua aplicação para as demais entidades públicas“, enquadrando-se o Município de Torres Vedras “nas “demais entidades públicas” referidas pelo diploma, pelo que, usando da sua autonomia, entendeu que estão reunidas as condições de segurança nos locais de trabalho para o regresso dos trabalhadores ao regime presencial e divulgou esta decisão aos trabalhadores municipais. Note-se que o regime de teletrabalho foi adotado por esta autarquia no período de 25 de dezembro a 9 de janeiro.

Assim, confirma-se que entre 10 e 14 de janeiro a Câmara de Torres Vedras adotará o regime de trabalho presencial.

De acordo com o último relatório a situação epidemiológica no concelho de Torres Vedras a 8 de janeiro de 2022 revelava 1.892 casos ativos e 1.863 em vigilância ativa. Desde o início da pandemia que já se registaram, no concelho 11.885 casos confirmados, 9.766 doentes recuperados e 197 mortes por covid-19.

 

 

Leia também

Comentário