Autoridade Marítima e Marinha alertam para o agravamento da agitação marítima – ondas podem atingir os 10 metros no Continente

 

De acordo com as previsões irá ocorrer um agravamento da agitação marítima em Portugal Continental, entre as 12h00 de hoje, 23 de dezembro, e as 12h00 da próxima 2.ª feira, 27 de dezembro, com ondas que poderão atingir os 10 metros em Portugal Continental.

​Em Portugal Continental prevê-se que a agitação marítima seja caracterizada por ondas provenientes do quadrante Oeste-Noroeste, com uma altura significativa de seis metros e uma altura máxima que poderá atingir os dez metros, com um período médio que pode variar entre os 12 e os 17 segundos. O vento terá uma intensidade média superior a 90 km/h com rajadas superiores a 140 km/h.”

 

A Autoridade Marítima Nacional e a Marinha recomendam “em especial à comunidade piscatória e da náutica de recreio que se encontra no mar, para o eventual regresso ao porto de abrigo mais próximo e a adoção de medidas de precaução”.

As duas entidades recomendam ainda:

-O reforço da amarração e vigilância das embarcações atracadas e fundeadas;

– Que os marítimos mantenham um estado de vigilância permanente e acompanhem a evolução da situação meteorológica, através dos avisos à navegação e da previsão meteorológica radiodifundidos pela Marinha relativos à previsão meteorológica do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA);

–  Que os marítimos acompanhem as informações disponibilizadas pelas Capitanias sobre as condições de acesso aos portos, evitando sair para o mar até que as condições melhorem.

À população em geral, a Autoridade Marítima Nacional e a Marinha relembram desaconselham “a prática de passeios junto à orla costeira e nas praias, bem como a prática de atividades nas zonas expostas à agitação marítima ou atingidas pela rebentação. Em especial, deve ser evitado o acesso e permanência junto às falésias e zonas de arriba, sendo essencial que se adote uma postura preventiva, não se expondo desnecessariamente ao risco.”

Leia também