Dose de reforço da vacina contra a covid-19 recomendada a pessoas com 50 ou mais anos

 

A Direção-Geral da Saúde (DGS) procedeu à atualização das normas relativas à Campanha de Vacinação Contra a covid-19 e contra a gripe.

Segundo a nota de imprensa da DGS, a “DGS e a Comissão Técnica de Vacinação contra a COVID-19 (CTVC) mantêm-se a acompanhar a situação epidemiológica e a evidência científica disponível, podendo atualizar as recomendações em função de novos dados”.

Assim, no que diz respeito à vacinação:

  • Contra a covid-19, a DGS recomenda a administração da dose de reforço a pessoas com 50 ou mais anos.
  • Contra a gripe (gratuita), no atual contexto pandémico, é alargada às pessoas com idade entre os 60 e os 64 anos.

Inicia-se hoje a possibilidade de autoagendamento para pessoas com 60 ou mais anos, autoagendamento que será posteriormente alargado até à faixa etária dos 50 ou mais anos.

A DGS refere ainda que “os dados nacionais e internacionais sugerem uma diminuição da efetividade das vacinas COVID-19 contra a infeção, sobretudo seis meses após ter sido completado o esquema vacinal primário, embora, de acordo com os dados atuais, a efetividade contra a doença grave se mantenha.”.

De acordo com o último relatório de vacinação – disponibilizado hoje – até 14/12/2021 foram vacinadas:

  • 8 631 832 pessoas contra a covid-19 (vacinação primária completa)
  • 2 156 094 pessoas com a vacinação reforço contra a covid-19
  • 2 254 116 pessoas contra a gripe

Leia também