DGS recomenda vacinação das crianças dos 5 aos 11 anos

 

O número de novos casos de covid-19 em crianças com idade entre os 5 e os 11 anos tem aumentado, embora a doença nestas faixas etárias seja geralmente ligeira, existem também casos de formas graves de covid-19 em crianças. Em crianças, o risco de hospitalização é maior no caso da criança sofrer de doenças de risco, existindo, no entanto, muitos internamentos em crianças sem doenças de risco.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) avançou hoje com a recomendação da vacinação das crianças entre os 5 e os 11 anos, sendo prioritárias as crianças com doenças consideradas de risco para covid-19.

A recomendação da DGS “surge na sequência da posição da Comissão Técnica de Vacinação contra a covid-19 (CTVC), que considerou, com base nos dados disponíveis, que a avaliação risco-benefício, numa perspetiva individual e de saúde pública, é favorável à vacinação das crianças desta faixa etária”.

De acordo com a DGS, a vacina a utilizar será “a Comirnaty®, que tem parecer positivo da Agência Europeia de Medicamentos (EMA) para a formulação pediátrica, à data”.

Em conferência de imprensa agendada para a próxima 6.ª-feira, 10 de dezembro, a DGS e o Núcleo de Coordenação de Apoio ao Ministério da Saúde prestarão esclarecimentos técnicos adicionais e divulgarão o calendário de vacinação e respetiva logística.

A DGS salienta que esta recomendação “pode ser alterada sempre que se justifique, nomeadamente, caso venham a ser conhecidos mais dados sobre novas variantes”.

 

Leia também