Torres Vedras | Teve alta hospitalar a criança vítima de bullying que esteve internada quase uma semana

 

As notícias sobre o caso de um menino de 12 anos que foi vítima bullying no Agrupamento de Escolas Madeira Torres, em Torres Vedras começaram ontem a circular na comunicação Social.

“AFINAL NÃO FOI UMA QUEDA
As mães têm um super poder que lhes diz que os filhos estão a mentir. Quis saber pormenorizadamente como foi a suposta queda. A queda que nos trouxe a este internamento. (…) ele conta-me que um grupo de meninos, na sala de aula lhe bateram, pregaram rasteiras, incessantemente até à professora chegar.
A professora ignorou o choro dele e sugeriu que apanhasse ar.
À saída da escola uma auxiliar achou-o em baixo e ofereceu lhe um chá.(…) Quase perdemos o meu filho entre Sábado e segunda. Todos os médicos perguntaram várias vezes se tinha sido apenas uma queda uma vez que haviam mais lesões e não batia certo.
O Santi não quis acusar ninguém porque não é aceite na turma..”, escreveu a mãe do menino nas suas redes sociais.
Marta Veloso acrescenta ainda que “a professora com quem tenho mantido contato afinal SABIA QUE FORA AGRESSAO E NAO QUEDA E NAO ME DISSE NADA! Enfim. Lamentável”.
[das redes sociais de Marta Veloso mãe da criança]

O menino apresentava hematomas no braço e inicialmente disse aos pais que tinha caído, mas acabou por ser internado no domingo passado, inicialmente em Torres Vedras sendo depois transferido para Lisboa com um enfisema pulmonar e múltiplas lesões.

A escola já se pronunciou sobre o caso afirmando não ter havido omissão de auxílio e revelando que será instaurado um inquérito disciplinar com vista a apurar eventuais responsabilidades.

Ao final da tarde de hoje, a criança teve já alta hospitalar, alta que a mãe refere ser “uma alta meio agridoce, já que o Santi vai ter que estar duas semanas acamado, levantando-se apenas para as necessidades”. Marta Velos acrescenta que “o diagnóstico foi enfisema subcutâneo, Pneumomediastino e asma”.

Esta não foi a primeira vez que Luís Santiago foi vítima de bullying por parte de outras crianças que frequentam o 2.º ciclo do Ensino Básico do Agrupamento de Escolas Madeira Torres, em Torres Vedras, no ano passado, já no exterior da escola, e quando se encontrava na companhia de outros amigos, foi apedrejado com pedras da calçada.

[Imagem: das redes sociais de Marta Veloso mãe da criança]

Leia também