14 vítimas mortais (uma delas no concelho de Mafra) no Balanço da Época Balnear de 2021

 

A Época Balnear 2021 decorreu entre 15 de maio e 31 de outubro, período durante o qual se registaram 14 acidentes mortais nas praias portuguesas.

Nesta Época Balnear de 2021 a Autoridade Marítima Nacional registou as seguintes ocorrências:

  • Acidentes mortais: 14
  • Salvamentos realizados – 663
  • Ações de primeiros socorros – 2.518

As causas destas mortes foram:

  • Doença súbita: 10
  • Afogamento: 4

Os acidentes mortais ocorreram em praias vigiadas, praias não vigiadas, praias marítimas não vigiadas ou fora da época balnear e em outras zonas marítimas não vigiadas.

  • Praias vigiadas: 8 acidentes mortais
    Praia da Poça (Cascais), Praia Nova (Lisboa), Praia do Barril (Tavira), Praia dos Pescadores (Armação de Pêra), Praia da Vieira (Vieira de Leiria – Marinha Grande), Praia da Nazaré (Nazaré), Praia de Armação de Pêra (Portimão) e Praia de Odeceixe (Aljezur)
  • Praias não vigiadas: 1 acidente mortal
    Praia de Cortegaça (Ovar)
  • Praias marítimas após a época balnear (não vigiada): 2 acidentes mortais
    Praia da Calada (Mafra) e Praia da Memória (Matosinhos)
  • Acidentes mortais em outras zonas marítimas não vigiadas: 3 acidentes mortais
    Cais de Alhandra (Vila Franca de Xira), Ria de Alvor (Portimão) e Praia do Dafundo (Oeiras)

No início do mês de junho, um homem de nacionalidade estrangeira morreu, por afogamento, na praia da Calada, no concelho de Mafra, quando tentava auxiliar as duas filhas menores, de 9 e 12 anos, que se encontravam em dificuldades na água. O acidente ocorreu fora da Época Balnear.

 

Leia também