Torres Vedras |PJ deteve homem por violação, homicídio na forma tentada e detenção de arma proibida

 

A Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, da Polícia Judiciária (PJ), procedeu à identificação e detenção fora de flagrante delito, de um homem de 25 anos, por existirem “fortes indícios da prática de um crime de violação, de um crime de homicídio, na forma tentada, e de um crime de detenção de arma proibida”.

Segundo a PJ, os crimes – que geraram um “enorme alarme social” – foram “praticados no pretérito dia 13 de setembro, ao início da noite, na região de Torres Vedras” de forma “extremamente violenta e com recurso a arma branca

A vítima foi uma mulher de 33 anos, agente imobiliária e os alegados “factos criminosos” ocorreram durante a 3.ª visita ao imóvel sobre o qual o agressor mostrava “interesse na aquisição”.

De acordo com a PJ “o abusador sexual atacou a vítima aproveitou-se da circunstância de estar sozinho com ela, usando de extrema violência física e produzindo-lhe múltiplas e graves lesões, através do uso de uma navalha”.

As diligências policiais realizadas pela PJ com a colaboração da GNR de Torres Vedras, permitiram “a recolha de consistentes elementos probatórios, através dos quais se logrou a forte indiciação do suspeito e sua sequente detenção fora de flagrante delito, para além da apreensão da arma branca utilizada na prática dos ilícitos descritos”.

 

   

Leia também

Comentário